Economia
02/09/2015 16:06:11, escrita por SERRANOSSA

Projeto Orchestra Brasil terá 19 ações em 2015

Está definido o calendário de ações para 2015 do Projeto Setorial Orchestra Brasil – uma parceria entre o Sindmóveis Bento Gonçalves e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), destinada à inserção das indústrias fornecedoras do setor moveleiro no mercado internacional. Serão feiras, projetos comprador e missões prospectivas na África do Sul, Alemanha, Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Estados Unidos, Itália, Guatemala, México e Turquia – em um total de 19 ações.

A primeira participação ocorreu em janeiro, quando o projeto levou quatro empresas à KBIS Las Vegas. Em março, o Orchestra Brasil será um dos apoiadores do Projeto Comprador da Fimma Brasil – Feira Internacional de Máquinas, Matérias-primas e Acessórios para a Indústria Moveleira, que ocorre de 16 a 20 de março, em Bento Gonçalves. A ação reunirá 20 importadores em rodadas de negócios com mais de 70 indústrias expositoras da feira.

Nesse ano, o Projeto Orchestra Brasil estreia uma grande mudança em seu formato, com a segmentação das indústrias participantes por capacidade exportadora, o que possibilita o direcionamento dos recursos e a adequação das ações à realidade de cada empresa. Para permanecerem participando do projeto, as empresas passaram por uma avaliação de sua capacidade exportadora e foram divididas em quatro níveis, de acordo com a atuação no mercado externo: não exportadoras, exportadoras iniciantes, exportadoras contínuas e internacionalizadas. A categoria está atrelada à disposição e maturidade para exportar, não tendo relação com o tamanho da empresa, número de funcionários e volume de exportações.

O presidente do Sindmóveis, Henrique Tecchio, explica que a segmentação proporciona o planejamento de ações diferenciadas para as integrantes de cada nível. “As empresas não exportadoras terão acesso a iniciativas voltadas à compreensão do mercado externo. Aquelas na fase inicial de exportações receberão apoio para diversificar seus mercados; as empresas com exportações contínuas terão como foco o aumento da competitividade e, por fim, o planejamento para empresas internacionalizadas terá como objetivo aumentar sua participação em relação aos principais concorrentes globais”, pontua o presidente.

Conforme o gestor do projeto Orchestra Brasil junto à Apex-Brasil, Emanuel Figueira, o modelo de segmentação baseado em aspetos classificatórios comerciais, gerenciais e operacionais atesta um refinamento da estratégia do projeto. “Com as diversas ações programadas para 2015, pretendemos alcançar resultados de negócios concretos vis-à-vis as competências existentes em cada uma das empresas de sua base. Trata-se de otimizar a utilização dos recursos disponíveis e potencializar os resultados da parceria”, explica.

Atualmente, o projeto conta com a participação de 73 indústrias e 50 estúdios de design. Os mercados prioritários para 2014 e 2015 são África do Sul, Guatemala, México, Estados Unidos, Argentina, Colômbia, Peru, Turquia, Bolívia (secundário) e Chile (secundário).

 

Informações: Sindmóveis Bento Gonçalves


É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização expressa do Grupo SERRANOSSA.

Siga o SERRANOSSA!

Twitter: @SERRANOSSA

Facebook: Grupo SERRANOSSA

O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários publicados no portal.



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários deixados pelos leitores e adverte que o conteúdo pode ser reproduzido em reportagens. O teor das mensagens está sujeito a moderação.



Curta o SERRANOSSA