“Ao longo do ano de 2016, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Subseção de Bento Gonçalves buscou junto a Seccional do Rio Grande do Sul inúmeros benefícios que dispensavam a utilização de recursos econômicos, como a regulamentação da dispensa de anuidade para a mulher advogada no ano do parto (beneficiando igualmente, a mãe adotiva e a gestação não levada a termo); a realização de sustentação oral por vídeo conferência (evitando o deslocamento de advogados do interior para Porto Alegre – que está em fase de implantação junto ao foro trabalhista), e a realização de convênios facilitadores para os advogados, na fase de execução, com possibilidade de consultas às bases de dados oficiais, como, exemplificativamente, o Detran. Dentre as ações projetadas para 2017, a entidade elegeu como prioridade a finalização da obra de reforma da sua sede. Nesse sentido, em novembro passado, reunimo-nos com o engenheiro da Seccional Estadual da OAB, quando foram retomadas as tratativas para o retorno das obras. Aguardamos apenas os recursos para a finalização. Além disso, pretendemos apoiar a campanha estadual de valorização do advogado, evidentemente, com olhos voltados para os advogados da nossa Subseção, onde queremos aumentar o número de cursos ofertados, benefícios aos advogados (como a ampliação da campanha de vacinação), assim como, atividades que possam congregar a advocacia local. No plano geral, manteremos todas as campanhas sociais, com doações de alimentos, agasalhos, como reiteradamente vem sendo realizado. Ainda, como contribuição à sociedade buscaremos a ampliação do Projeto OAB vai à Escola, aumentando a interação com a comunidade.”

 

Juarez José Piva, presidente do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Beto Gonçalves (Simmme)

“O ano de 2016 foi bastante difícil, de certa forma crítico. E as dificuldades que estamos enfrentando podem ficar ainda piores, pois não estão sendo feitas as reformas que tanto estamos alertando e esperando há anos, como a Reforma Fiscal, Reforma Trabalhista, entre outras. Precisamos também de investimentos em Infraestrutura, diminuição do estado burocrático e se isto não ocorrer a crise vai se estender. Para 2017, o Simmme estará reformulando suas ações para priorizar os associados focadas em quatro pilares: Programa de Desenvolvimento Empresarial; Comunicação e Relacionamento; Negociação Coletiva e Gestão Sindical. Vamos dar uma nova dinâmica sindical que vá de encontro aos anseios e necessidades de nossos associados e da categoria que representamos. Nosso objetivo para os próximos anos é formar mais empreendedores com conhecimento, vontade de inovar, buscar novas ferramentas que realmente produzam resultado. Focaremos na formação pessoal para o desenvolvimento"

 

Orildes Maria Lottici, presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Bento Gonçalves

“Desde 2015 o Sindicato dos Empregados no Comércio de Bento Gonçalves tem uma preocupação constante com a situação econômica do país, do estado e da cidade, pois isso acaba se refletindo diretamente no comerciário, principalmente aquele que depende de comissionamento – que é a grande maioria. Esperamos que o pico da crise tenha sido atingido e que agora, a partir de 2017, tenhamos resultados melhores, com o reaquecimento da economia. Aproveitamos aqui, mais uma vez, para pedir à população que compre em nossa cidade, que faça movimentar a nossa economia, o nosso comércio, porque é desta maneira que retornarão para nossos cofres melhores resultados. Nós, do SEC-BG, atuamos de forma a valorizar e proporcionar sempre melhores condições de salário e trabalho para a categoria que representamos, que é a categoria comerciária. Atuamos fortemente em todos os municípios da nossa base territorial, atendendo a denúncias, fiscalizando, auxiliando e esclarecendo dúvidas. Buscamos novos convênios e benefícios. Mas nosso trabalho não se resume a isso. Queremos também proporcionar momentos de lazer para os comerciários, tanto que recentemente firmamos um convênio com a Sociedade União São Francisco América (Susfa) e iremos inaugurar, em breve, um espaço de bem-estar e beleza, com estúdio de pilates e salão de embelezamento para os comerciários e comerciárias associados, com valores e horários diferenciados. Nosso objetivo é continuar sendo referência para nossa categoria, oferecendo os melhores serviços e o melhor atendimento. E, por óbvio, nos colocando à disposição dos comerciários, sejam eles associados ou não, pois esta é a razão de existir do nosso Sindicato.”

 

Rosângela Jardim, diretora do Senac de Bento Gonçalves

“2016 foi um ano no qual crescemos 8%, embora não tenhamos crescido da forma como planejamos, o resultado é positivo. A crise política e as eleições influenciaram nesse resultado, pois além das pessoas ficarem retraídas, tivemos o desemprego e projetos não iniciados/realizados com algumas prefeituras. Fizemos investimentos na área de abrangência, o que impactou no superávit planejado. Como ponto positivo destaco a realização de capacitações para empresas, o que demonstra que o empresário, mesmo com a crise, buscou alternativas. Para 2017, os desafios continuam, pois as estimativas, segundo o FEE/CIE/Núcleo de Contas Regionais, apontam uma leve expansão em 2017 de 1,1% na economia brasileira. O cenário econômico continua desfavorável, o desemprego crescente e a inflação tem se mostrado resistente, o que afeta as decisões de consumo, especificamente falando em Serviços. Nessa perspectiva, o Senac de Bento Gonçalves vislumbra oportunidades enquanto instituição de ensino, pois muitas pessoas devem buscar qualificação como meio de reinserção no mercado de trabalho ou ainda como forma de melhorar a gestão do seu próprio negócio.”

 

Juliano Perin, presidente da Associação Brasileira de Enologia (ABE)

“Acredito que, de uma maneira geral, obtivemos sucesso nas metas idealizadas para o ano de 2016. A Avaliação Nacional de Vinhos, como não poderia deixar de ser, voltou a emocionar e cativar seus participantes, mostrando outras nuances do vinho brasileiro e do potencial da safra 2016 para o Brasil e outros países. Organizamos também a 8ª edição do Concurso Internacional de Vinhos do Brasil, o qual agora se denomina Brazil Wine Challenge, e conseguimos alcançar os objetivos pré-estabelecidos na fase de promoção e divulgação. Não poderia deixar de mencionar a comemoração dos 40 anos da ABE e do Dia do Enólogo, que ocorreu no dia 22 de outubro. Foi um jantar-baile marcante, que ficará guardado por muito tempo em nossa memória. Ademais de nossos tradicionais compromissos, estamos sempre atentos na busca de inovações e melhorias em nossos processos de tomada de decisão interna. Avançamos bastante neste sentido e, com certeza, podemos avançar e fortalecer a entidade. Queria fazer uma referência a toda a diretoria da ABE, que não mediu esforços com fins de promover o vinho brasileiro e poder representar da melhor maneira possível o enólogo brasileiro. 2017 se abre com boas perspectivas, nova diretoria e a vontade de sempre. Respeitar o nosso passado, dar continuidade ao que de bom já fazemos, mas com um olhar diferenciado e atento para toda e qualquer ação que nos dispusermos a promover.”

 

Andreia Zucchi, presidente do Bento Convention Bureau

“Almejamos que seja um ano promissor, com muitos eventos e também gerando muitos negócios aos associados e demais empreendedores. Acreditamos que seja um ano de retomada da economia, e, por consequência, aumento da participação do público dos eventos, retomada das ações corporativas e também de novos eventos. O Bento Convention intensificará as ações de captação, através de visitas a organizadoras e entidades que promovem e realizam eventos, visitas técnicas e divulgação de toda nossa estrutura, equipamentos e atrativos para a realização de ações de todos os portes. A entidade continuará trabalhando na captação de novos associados, manterá treinamentos com os empreendimentos visando aumentar a arrecadação da taxa de turismo. Trabalhará intensamente com o Turismo de Incentivo e Negócios, lançando isso ao mercado e comercializando nos polos potenciais. Apesar de acreditarmos na retomada da economia, sabemos que levará um pouco mais de tempo para se tornar estável, gerando incerteza para empreendedores e afeta diretamente o mercado de eventos

 

A OPINIÃO DO PREFEITO DE BENTO, GUILHERME PASIN;

“Vivemos um ano devastado por crises éticas, morais, políticas e econômicas. Neste contexto, os municípios – diga-se de passagem, todos os municípios do Brasil – foram atingidos em grande escala. Trabalhamos o tempo todo no limite, sem margem alguma, mas sempre de forma a não deixar a desejar no que diz respeito à prestação dos serviços essenciais para a nossa comunidade. Diante deste cenário, tivemos a aprovação do nosso povo nas eleições municipais e, a partir de agora, teremos um novo governo, uma nova gestão.
Vamos atuar de maneira a reduzir o tamanho da máquina pública, tornando o serviço público mais leve e eficiente, oferecendo ao cidadão, com qualidade e excelência, as bases do estado necessário, que se faz sustentar nos pilares de saúde, educação e segurança. É isso que nosso cidadão pede, é por isso que ele clama, e é agindo diretamente nestas três frentes que iremos trabalhar. Vamos sim continuar dando atenção ao turismo, ao desenvolvimento de nossa economia, à cultura, às obras, à agricultura, ao meio ambiente, enfim, a todas as áreas, mas é nas bases do estado necessário que iremos concentrar nossas forças.”

">
Economia
22/12/2016 11:55:56

As avaliações de 2016 e projeções para 2017 dos líderes de entidades e instituições de Bento

Nestas últimas semanas de 2016 e nas primeiras de 2017, o SERRANOSSA traz a opinião de quem representa diferentes setores da economia da cidade.

Cleber Dalla Colletta, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) subseção de Bento Gonçalves

“Ao longo do ano de 2016, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Subseção de Bento Gonçalves buscou junto a Seccional do Rio Grande do Sul inúmeros benefícios que dispensavam a utilização de recursos econômicos, como a regulamentação da dispensa de anuidade para a mulher advogada no ano do parto (beneficiando igualmente, a mãe adotiva e a gestação não levada a termo); a realização de sustentação oral por vídeo conferência (evitando o deslocamento de advogados do interior para Porto Alegre – que está em fase de implantação junto ao foro trabalhista), e a realização de convênios facilitadores para os advogados, na fase de execução, com possibilidade de consultas às bases de dados oficiais, como, exemplificativamente, o Detran. Dentre as ações projetadas para 2017, a entidade elegeu como prioridade a finalização da obra de reforma da sua sede. Nesse sentido, em novembro passado, reunimo-nos com o engenheiro da Seccional Estadual da OAB, quando foram retomadas as tratativas para o retorno das obras. Aguardamos apenas os recursos para a finalização. Além disso, pretendemos apoiar a campanha estadual de valorização do advogado, evidentemente, com olhos voltados para os advogados da nossa Subseção, onde queremos aumentar o número de cursos ofertados, benefícios aos advogados (como a ampliação da campanha de vacinação), assim como, atividades que possam congregar a advocacia local. No plano geral, manteremos todas as campanhas sociais, com doações de alimentos, agasalhos, como reiteradamente vem sendo realizado. Ainda, como contribuição à sociedade buscaremos a ampliação do Projeto OAB vai à Escola, aumentando a interação com a comunidade.”

 

Juarez José Piva, presidente do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Beto Gonçalves (Simmme)

“O ano de 2016 foi bastante difícil, de certa forma crítico. E as dificuldades que estamos enfrentando podem ficar ainda piores, pois não estão sendo feitas as reformas que tanto estamos alertando e esperando há anos, como a Reforma Fiscal, Reforma Trabalhista, entre outras. Precisamos também de investimentos em Infraestrutura, diminuição do estado burocrático e se isto não ocorrer a crise vai se estender. Para 2017, o Simmme estará reformulando suas ações para priorizar os associados focadas em quatro pilares: Programa de Desenvolvimento Empresarial; Comunicação e Relacionamento; Negociação Coletiva e Gestão Sindical. Vamos dar uma nova dinâmica sindical que vá de encontro aos anseios e necessidades de nossos associados e da categoria que representamos. Nosso objetivo para os próximos anos é formar mais empreendedores com conhecimento, vontade de inovar, buscar novas ferramentas que realmente produzam resultado. Focaremos na formação pessoal para o desenvolvimento"

 

Orildes Maria Lottici, presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Bento Gonçalves

“Desde 2015 o Sindicato dos Empregados no Comércio de Bento Gonçalves tem uma preocupação constante com a situação econômica do país, do estado e da cidade, pois isso acaba se refletindo diretamente no comerciário, principalmente aquele que depende de comissionamento – que é a grande maioria. Esperamos que o pico da crise tenha sido atingido e que agora, a partir de 2017, tenhamos resultados melhores, com o reaquecimento da economia. Aproveitamos aqui, mais uma vez, para pedir à população que compre em nossa cidade, que faça movimentar a nossa economia, o nosso comércio, porque é desta maneira que retornarão para nossos cofres melhores resultados. Nós, do SEC-BG, atuamos de forma a valorizar e proporcionar sempre melhores condições de salário e trabalho para a categoria que representamos, que é a categoria comerciária. Atuamos fortemente em todos os municípios da nossa base territorial, atendendo a denúncias, fiscalizando, auxiliando e esclarecendo dúvidas. Buscamos novos convênios e benefícios. Mas nosso trabalho não se resume a isso. Queremos também proporcionar momentos de lazer para os comerciários, tanto que recentemente firmamos um convênio com a Sociedade União São Francisco América (Susfa) e iremos inaugurar, em breve, um espaço de bem-estar e beleza, com estúdio de pilates e salão de embelezamento para os comerciários e comerciárias associados, com valores e horários diferenciados. Nosso objetivo é continuar sendo referência para nossa categoria, oferecendo os melhores serviços e o melhor atendimento. E, por óbvio, nos colocando à disposição dos comerciários, sejam eles associados ou não, pois esta é a razão de existir do nosso Sindicato.”

 

Rosângela Jardim, diretora do Senac de Bento Gonçalves

“2016 foi um ano no qual crescemos 8%, embora não tenhamos crescido da forma como planejamos, o resultado é positivo. A crise política e as eleições influenciaram nesse resultado, pois além das pessoas ficarem retraídas, tivemos o desemprego e projetos não iniciados/realizados com algumas prefeituras. Fizemos investimentos na área de abrangência, o que impactou no superávit planejado. Como ponto positivo destaco a realização de capacitações para empresas, o que demonstra que o empresário, mesmo com a crise, buscou alternativas. Para 2017, os desafios continuam, pois as estimativas, segundo o FEE/CIE/Núcleo de Contas Regionais, apontam uma leve expansão em 2017 de 1,1% na economia brasileira. O cenário econômico continua desfavorável, o desemprego crescente e a inflação tem se mostrado resistente, o que afeta as decisões de consumo, especificamente falando em Serviços. Nessa perspectiva, o Senac de Bento Gonçalves vislumbra oportunidades enquanto instituição de ensino, pois muitas pessoas devem buscar qualificação como meio de reinserção no mercado de trabalho ou ainda como forma de melhorar a gestão do seu próprio negócio.”

 

Juliano Perin, presidente da Associação Brasileira de Enologia (ABE)

“Acredito que, de uma maneira geral, obtivemos sucesso nas metas idealizadas para o ano de 2016. A Avaliação Nacional de Vinhos, como não poderia deixar de ser, voltou a emocionar e cativar seus participantes, mostrando outras nuances do vinho brasileiro e do potencial da safra 2016 para o Brasil e outros países. Organizamos também a 8ª edição do Concurso Internacional de Vinhos do Brasil, o qual agora se denomina Brazil Wine Challenge, e conseguimos alcançar os objetivos pré-estabelecidos na fase de promoção e divulgação. Não poderia deixar de mencionar a comemoração dos 40 anos da ABE e do Dia do Enólogo, que ocorreu no dia 22 de outubro. Foi um jantar-baile marcante, que ficará guardado por muito tempo em nossa memória. Ademais de nossos tradicionais compromissos, estamos sempre atentos na busca de inovações e melhorias em nossos processos de tomada de decisão interna. Avançamos bastante neste sentido e, com certeza, podemos avançar e fortalecer a entidade. Queria fazer uma referência a toda a diretoria da ABE, que não mediu esforços com fins de promover o vinho brasileiro e poder representar da melhor maneira possível o enólogo brasileiro. 2017 se abre com boas perspectivas, nova diretoria e a vontade de sempre. Respeitar o nosso passado, dar continuidade ao que de bom já fazemos, mas com um olhar diferenciado e atento para toda e qualquer ação que nos dispusermos a promover.”

 

Andreia Zucchi, presidente do Bento Convention Bureau

“Almejamos que seja um ano promissor, com muitos eventos e também gerando muitos negócios aos associados e demais empreendedores. Acreditamos que seja um ano de retomada da economia, e, por consequência, aumento da participação do público dos eventos, retomada das ações corporativas e também de novos eventos. O Bento Convention intensificará as ações de captação, através de visitas a organizadoras e entidades que promovem e realizam eventos, visitas técnicas e divulgação de toda nossa estrutura, equipamentos e atrativos para a realização de ações de todos os portes. A entidade continuará trabalhando na captação de novos associados, manterá treinamentos com os empreendimentos visando aumentar a arrecadação da taxa de turismo. Trabalhará intensamente com o Turismo de Incentivo e Negócios, lançando isso ao mercado e comercializando nos polos potenciais. Apesar de acreditarmos na retomada da economia, sabemos que levará um pouco mais de tempo para se tornar estável, gerando incerteza para empreendedores e afeta diretamente o mercado de eventos

 

A OPINIÃO DO PREFEITO DE BENTO, GUILHERME PASIN;

“Vivemos um ano devastado por crises éticas, morais, políticas e econômicas. Neste contexto, os municípios – diga-se de passagem, todos os municípios do Brasil – foram atingidos em grande escala. Trabalhamos o tempo todo no limite, sem margem alguma, mas sempre de forma a não deixar a desejar no que diz respeito à prestação dos serviços essenciais para a nossa comunidade. Diante deste cenário, tivemos a aprovação do nosso povo nas eleições municipais e, a partir de agora, teremos um novo governo, uma nova gestão.
Vamos atuar de maneira a reduzir o tamanho da máquina pública, tornando o serviço público mais leve e eficiente, oferecendo ao cidadão, com qualidade e excelência, as bases do estado necessário, que se faz sustentar nos pilares de saúde, educação e segurança. É isso que nosso cidadão pede, é por isso que ele clama, e é agindo diretamente nestas três frentes que iremos trabalhar. Vamos sim continuar dando atenção ao turismo, ao desenvolvimento de nossa economia, à cultura, às obras, à agricultura, ao meio ambiente, enfim, a todas as áreas, mas é nas bases do estado necessário que iremos concentrar nossas forças.”



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários deixados pelos leitores e adverte que o conteúdo pode ser reproduzido em reportagens. O teor das mensagens está sujeito a moderação.



Curta o SERRANOSSA