Economia
24/11/2017 08:19:00, escrita por SERRANOSSA

Bento Gonçalves volta a registrar crescimento na geração de empregos

Bento Gonçalves voltou a registrar crescimento na geração de empregos no mês de outubro em relação ao número de desligamentos. Apesar de apresentar um saldo ainda tímido – apenas 87 vagas –, o dado mostra uma reação de praticamente todos os setores na contratação de empregados. Os números foram divulgados nesta semana pelo Observatório do Trabalho da Universidade de Caxias do Sul (UCS).

De acordo com a pesquisa, no mês de outubro, foram registradas 1.251 admissões de trabalhadores, contra 1.164 desligamentos, um saldo de 87 postos de trabalho abertos, que representam um acréscimo de 0,22% sobre o total de empregos formais. Nesse período, os setores que mais abriram postos foram o da Indústria de Transformação (46 vagas a mais), seguido pelo de Serviços (34). Os únicos setores que fecharam postos de trabalho foram o da Construção Civil (21 vagas fechadas) e o de Serviços Industriais de Utilidade Pública (2 vagas fechadas). O saldo acumulado no ano é de 110 vagas abertas. Nos últimos 12 meses foram encerrados 650 postos de trabalho no município, um decréscimo de 1,64% – confira as estatísticas completas no quadro.

Maior variedade

Uma recuperação lenta e gradual. Essa é a avaliação geral do coordenador da agência FGTAS/Sine de Bento Gonçalves, Alexandre Maso. Embora os números ainda não sejam convincentes – a estimativa é que praticamente se equiparem, se comparados os anos de 2016 e 2017 – ele diz que houve uma maior variedade de vagas oferecidas no segundo semestre, indo além dos tradicionais postos de produção. Enquanto em 2016 foram captadas 1.212 vagas, neste ano (até o dia 20 de novembro), foram 1.002. “Até o final do ano estes números estarão praticamente igualados”, estima. 

A incidência de oportunidades temporárias não chega a ser percebida no Sine em virtude de que muitos estabelecimentos comerciais realizam contratação direta nesta época. “Mais para o final do ano ou início de janeiro surgem mais oportunidades, sobretudo relacionadas à safra da uva”, comenta.

Garibaldi surpreende

No Sine de Garibaldi, as vagas oferecidas ultrapassaram a meta prevista em cerca de 200% e os postos preenchidos foram cerca de 550% a mais que o esperado para o segundo semestre. “São dados extremamente positivos em um cenário de crise como o atual”, destaca o coordenador, Diego Cettolin. A agência de Garibaldi conta com cerca de 100 vagas disponíveis no mês de novembro. Além das colocações fixas, os últimos meses do ano trazem oportunidades temporárias em todos os setores, indústria, comércio e serviços, que têm demanda crescente de trabalho nessa época.
 



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários deixados pelos leitores e adverte que o conteúdo pode ser reproduzido em reportagens. O teor das mensagens está sujeito a moderação.



Curta o SERRANOSSA