Geral
10/11/2017 10:38:23

Zona Franca para Vinhos do Brasil no Vale dos Vinhedos é tema de encontro

Uma reunião realizada nesta terça-feira, 10, com o Governo do Estado, discutiu a possibilidade de tornar o Vale dos Vinhedos Zona Franca para Vinhos do Brasil. A proposta teria como centro delimitadores as cidades de Bento, Garibaldi e Monte Belo do Sul. A conquista irá fomentar o desenvolvimento da região, tendo em vista a maior promoção do local, aliada a possível diminuição da carga tributária que atinge a comercialização dos produtos.No próximo dia 18, uma comitiva dos três municípios estará em Brasília apresentando o projeto. Já tramita na Câmara, um projeto do Deputado João Derly, que cria a Zona Franca da Indústria Calçadista. Os Senadores Ana Amélia Lemos, e Lasier Martins também apóiam o projeto. 

O pedido foi entregue ao governador José Ivo Sartori e ao seu vice, José Paulo Cairoli. Participaram do encontro o prefeito Guilherme Pasin, o presidente da Aprovale, Márcio Brandeli, a diretora Deborah Villas-Bôas Dadalt e o secretário de Turismo, Rodrigo Parisotto.

Durante o encontro também foi retomada a discussão sobre a construção de uma ciclovia no Vale dos Vinhedos. O projeto para a construção da ciclovia na ERS-444 foi concluído em junho de 2010, ainda no governo Yeda Crusius. A propsota é a construção de uma pista de 8,25 quilômetros de extensão, estimada em R$ 5,7 milhões, com recursos estaduais. Representado a Aprovale, Deborah ressaltou que o investimento representaria uma nova etapa no roteiro enoturístico, que passaria a ser também destino de amantes do ciclismo. "A ciclovia é um desejo antigo e ganhou um novo impulso com esse encontro. Esperamos que o projeto definitivamente saia do papel e se torne realidade", pontuou.

O Governador José Ivo Sartori avaliou a importância dos projetos, e destacou o momento financeiro do Estado. "Somos apoiadores de projetos que visem o desenvolvimento, esse é um momento de buscarmos parcerias para poder concretizar essas ações. Os projetos serão encaminhados para analise", disse.

 

 



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários deixados pelos leitores e adverte que o conteúdo pode ser reproduzido em reportagens. O teor das mensagens está sujeito a moderação.



Curta o SERRANOSSA