Geral
21/06/2018 11:46:49, escrita por SERRANOSSA

Tumor de Intestino é tema de simpósio realizado pelo Hospital Tacchini

O Hospital Tacchini realizou na última quarta-feira, dia 20, o Simpósio de Tumor de Intestino, voltado a profissionais da área clínica-científica de diferentes municípios da região de abrangência da instituição. O encontro aconteceu no Hotel Villa Michelon. 

No simpósio foram apresentadas as estruturas dos dois institutos existentes no Tacchini e realizada palestra com o médico oncologista Gabriel Prolla, presidente do Grupo Brasileiro de Tumores Gastro-intestinais. Em sua explanação, ele destacou a necessidade de chamar a atenção da população e dos gestores públicos para este tipo de tumor. “No Estado, o câncer de intestino é o terceiro mais comum entre os homens e o segundo que mais acomete as mulheres. Para mudar o cenário na região, precisamos desenvolver novas politicas de saúde pública, como vemos atualmente com o câncer de mama. Algo assim é de fundamental importância, pois é a maneira de disseminar informação e garantir o acesso da população a exames e tratamentos”, relata o presidente.

Questões culturais e tabus 

Sobre o cenário da doença na região Sul, o médico diz que ele é praticamente igual. “Todo gaúcho gosta de um bom churrasco, mas acaba consumindo a iguaria em excesso e esquece-se de moderar na dieta, de realizar atividade física e não está combatendo o sobrepeso. Há ainda os alimentos ultraprocessados, com porcentagem alta de conservantes e que, como todos sabem, são menos sadios. Todos são fatores para o surgimento de tumores”, comenta.

Quando questionado sobre a importância da realização de exames preventivos, o médico oncologista lembrou que há outros métodos de detecção precoce. Enfatizou, porém, que a colonoscopia é hoje o melhor exame, mesmo sendo um temor para os homens. “A mulher costuma se cuidar mais, enquanto os homens sempre protelam. Outra alternativa seria a realização de exames de fezes que, se feitos anualmente, também podem permitir diagnostico precoce, mas as pessoas também esquecem de procurar um médico para falar sobre o assunto”, explica. “O ideal mesmo é detectar com exames antes de ter sintomas e recomendação hoje é fazer exames preventivos a partir dos 50 anos, tanto homens quanto mulheres”, orienta o oncologista. 

Conforme a gerente do Instituto Tacchini de Pesquisa em Saúde (ITPS), Dra. Juliana Giacomazzi, o simpósio foi o fechamento das ações realizadas na ExpoBento, onde o Hospital Tacchini apresentou o projeto “Intestino Gigante”. “Foram 11 dias em que trabalhamos focados na disseminação da informação sobre o câncer de intestino e procuramos conscientizar as pessoas para a importância da realização de exames preventivos”, lembra a gestora. Durante a feira, o estande recebeu a visita de 2.847 pessoas e, deste total, 247 se voluntariaram a participar dos projetos de pesquisa desenvolvidos pelo ITPS. 

As pessoas que não visitaram o estande do Tacchini na ExpoBento poderão participar da pesquisa realizada pelo instituto e, dependendo das informações prestadas, realizar exames preventivos de forma gratuita. Os mesmos são válidos para os moradores de toda a região de abrangência atendida pelo Instituto do Câncer do Hospital Tacchini. Para participar, basta se dirigir ao Instituto, em Bento Gonçalves.

O simpósio contou com a presença de autoridades públicas e integrantes do Instituto do Câncer e do Instituto Tacchini de Pesquisa em Saúde. Também participaram o vice-presidente do Conselho de Administração do Hospital Tacchini, Emílio Ristow e o diretor do plano de saúde Tacchimed, Luis Cesar Souto de Moura, representando o superintendente-executivo Hilton Mancio. 



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários deixados pelos leitores e adverte que o conteúdo pode ser reproduzido em reportagens. O teor das mensagens está sujeito a moderação.



Curta o SERRANOSSA