Política
09/06/2017 08:15:58

Quase 30% dos eleitores já têm título com biometria em Bento Gonçalves

Em março o SERRANOSSA noticiou a mobilização iniciada pelo Cartório da 8ª Zona Eleitoral para que os eleitores se antecipassem ao processo de recadastramento biométrico, apesar de ainda não haver a obrigatoriedade para Bento Gonçalves. Na época, cerca de 12 mil títulos já contavam com a biometria. Hoje, já são mais de 25 mil – 29,59% do total de cadastros.

O atendimento dura cerca de 10 minutos e pode ser agendado on-line. Basta entrar em no link http://eleitor.tre-rs.jus.br/agendamento/publico/agendamentos. Ao selecionar o município, o eleitor terá acesso a um calendário com as vagas disponíveis. Para confirmar o horário é preciso ter em mãos qualquer documento de identificação. Durante o atendimento presencial é necessário apresentar Carteira de Identidade, CPF, Comprovante de residência e Título de Eleitor. O recadastramento inclui, além da coleta das impressões digitais, assinatura e foto digitais.

De acordo com o chefe do cartório, Ricardo de Abreu, a intenção é aproveitar o movimento mais calmo de 2017 (em virtude de não haver pleito) para agilizar os atendimentos e evitar a formação de filas no futuro. Desde 2013, eleitores que procuraram o Cartório para fazer alistamento, transferência, alteração de nome ou local de votação já saíram com o título com a identificação biométrica. Eleitores dos municípios de Monte Belo do Sul, Pinto Bandeira e Santa Tereza - da área de abrangência do Cartório da 8ª Zona Eleitoral – fizeram a revisão cadastral no período que antecedeu as eleições de 2014.

O Cartório Eleitoral da 8ª Zona está localizado na rua Góes Monteiro, 91, no bairro São Francisco, e atende pelos telefones (54) 3451 8688 ou 3453 7998. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h.

Saiba mais 

O processo de identificação biométrica foi lançado no país ainda em 2008 e está sendo ampliado gradativamente. A medida impede que uma pessoa tente se passar por outra no momento do voto. Embora o voto seja facultativo para pessoas com mais de 70 anos, elas também devem adequar-se ao novo modelo para não ter o  documento cancelado – o que pode acarretar em uma série de impedimentos.

 



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários deixados pelos leitores e adverte que o conteúdo pode ser reproduzido em reportagens. O teor das mensagens está sujeito a moderação.



Curta o SERRANOSSA