Política
20/02/2018 10:01:33, escrita por SERRANOSSA

Sindiserp apresenta pauta de reivindicações para o prefeito

A importância da valorização do servidor público foi tema da primeira audiência da nova  diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Bento Gonçalves (Sindiserp) com o prefeito Guilherme Pasin. O encontro foi realizado na segunda-feira, dia 19.  “O objetivo do sindicato é trabalhar em parceria com o Executivo em prol do servidor público. Entendemos que é primordial o bom relacionamento e o diálogo”, comenta Neilene Lunelli, que há menos de 60 dias assumiu a presidência da entidade. 

Entre as pautas apresentadas pela diretoria está a de que o prefeito atenda solicitações como o reajuste salarial com data-base para 1º de maio, com repasse imediato de 2% de ganho real. O sindicato entende que com a lei da trimestralidade só está sendo repassada ao funcionalismo municipal a inflação do período, sem ganho real. Também foi pedido o reajuste no vale-alimentação, equiparado ao concedido aos servidores do Poder Legislativo – reajustado no último ano.

A regulamentação da carga horária das servidoras lotadas nas Escolas Municipais Infantis para seis horas diárias – da mesma forma que foi feito com os cargos de auxiliar de educação infantil e agentes de trânsito – foi outra reivindicação entregue, juntamente com o pedido de manutenção do prêmio conservação aos servidores que fazem jus ao benefício.

Além disso, a diretoria da entidade cobrou a entrega de Equipamento de Proteção Individual e coletivos para os servidores, como protetor solar para quem realiza trabalho externo e luvas para quem atua na limpeza a conservação.

Neilene solicitou ainda que o Sindiserp tenha mais participação nos projetos e decisões relativos aos servidores, ressaltando a reclassificação de cargos e salários e o Plano de Carreira. Outro assunto colocado em pauta foi a realização imediata de concurso público a fim de substituir o grande número de contratos emergenciais bem como as convocações em regime suplementar.

Como os assuntos exigem análise jurídica – alguns dependem da Câmara de Vereadores para ter trâmite – e a diretoria do Sindiserp quer consultar os servidores, ficou definido um novo encontro na primeira quinzena de março.



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários deixados pelos leitores e adverte que o conteúdo pode ser reproduzido em reportagens. O teor das mensagens está sujeito a moderação.



Curta o SERRANOSSA