Política
05/11/2018 09:27:16, escrita por SERRANOSSA

Eleitores terão até 2022 para cadastrar biometria em Bento

Informações divulgadas nesta semana via WhatsApp deixaram muitas pessoas preocupadas com a possibilidade de cancelamento do título eleitoral caso não atualizassem os dados cadastrais, em especial a identificação biométrica. Entretanto, conforme o Cartório da 8ª Zona Eleitoral, a notícia não era verdadeira. O prazo que encerrou na última quarta-feira, dia 9, dizia respeito apenas à solicitação do documento, transferência do domicílio eleitoral e alteração de dados (como endereço e local de votação, por exemplo). Ao contrário de outros municípios da região, em Bento Gonçalves a biometria ainda não é obrigatória. O prazo para a inclusão das digitais no cadastro para quem vota no município encerra apenas no ano de 2022. 

Por causa dos prazos fixados em função do pleito deste ano, os atendimentos para atualização dos dados cadastrais serão retomados apenas em novembro, quando encerra o processo eleitoral. Entretanto, a orientação é que os eleitores não deixem para a última hora – a partir de novembro já é possível procurar o cartório para cadastrar a biometria.

O recadastramento inclui, além da coleta das impressões digitais, assinatura e foto digitais. O processo foi lançado no país ainda em 2008 e está sendo ampliado gradativamente. Desde 2013, eleitores que procuraram o Cartório da 8ª Zona para fazer alistamento, transferência, alteração de nome ou local de votação já registraram a identificação biométrica. Em Bento Gonçalves, 44,68% dos eleitores já contam com a biometria. 

A medida impede que uma pessoa tente se passar por outra no momento do voto – já que não existem impressões digitais iguais. Eleitores dos municípios de Monte Belo do Sul, Pinto Bandeira e Santa Tereza – também atendidos pelo órgão – já fizeram a revisão cadastral no período que antecedeu as eleições de 2014. Em Garibaldi, o prazo encerrou em março deste ano.



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários deixados pelos leitores e adverte que o conteúdo pode ser reproduzido em reportagens. O teor das mensagens está sujeito a moderação.



Curta o SERRANOSSA