Segurança
13/11/2017 11:17:12

Final de semana teve agressões em duas casas noturnas e duas prisões registradas

O final de semana teve diversas ocorrências policiais registradas, entre elas um caso de agressão, uma tentativa de homicídio e duas prisões.

Homem baleado em casa noturna 
Na madrugada de sábado, dia 11, um homem de 25 anos foi baleado no abdômen dentro do banheiro de uma casa noturna localizada no bairro Licorsul.  Ele foi socorrido e encaminhado para atendimento médico, onde passou por cirurgia. Não há pistas sobre a autoria do crime, classificado como tentativa de homicídio. 

Prisão por porte de arma
Já no início da madrugada de domingo, dia 12, policiais da Brigada Militar prenderam um jovem de 18 anos na escadaria da rua Aristídes Bertuol, bairro Eucaliptos. Com ele havia um revólver calibre 38 com quatro cartuchos. O acusado possui vários antecedentes por tráfico de entorpecentes e roubo.

Prisão por furto e recuperação de mercadorias
Pouco depois, no centro, policiais da Brigada Militar evitaram um furto arrombamento a uma loja localizada na rua Júlio de Castilhos. Por volta da 1h50, três indivíduos chegaram na loja e quebram a vitrine do estabelecimento, pegando várias peças de roupas. A Brigada Militar foi acionada e os policiais fizeram buscas na região, encontrando as roupas jogadas na rua José Mário Mônaco, próximo ao INSS. Na rua São Paulo, encontraram um homem de 37 anos, que confessou ser um dos autores do crime. Ele recebeu voz de prisão em flagrante e foi conduzido até a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA). Foram apreendidas 64 peças de roupas, que foram devolvidas à proprietária do estabelecimento.

Mulher agredida em casa noturna
Cerca de três horas mais tarde, por volta das 4h, uma jovem de 21 anos foi violentamente agredida em outra casa noturna, no bairro Planalto. Ela foi surpreendida por outras três mulheres, de 19, 20 e 21 anos, sendo agredida com garrafadas, puxões de cabelo e arranhões. A vítima foi deixada do lado de fora da boate e levada por populares até a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) e à UPA 24 horas. Após o atendimento médico, a jovem fez o registro de ocorrência e informou o nome das mulheres que a agrediram.



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários deixados pelos leitores e adverte que o conteúdo pode ser reproduzido em reportagens. O teor das mensagens está sujeito a moderação.



Curta o SERRANOSSA