Vida & Estilo
01/12/2018 16:39:46, escrita por SERRANOSSA

Até 2050, ninguém mais vai morrer de câncer, diz estudo

Pesquisadores da University College de Londres (UCL) e do Kings College London estão trabalhando para que no futuro nenhum indivíduo sofra de câncer. Os avanços nos tratamentos radiológicos, cirúrgicos e medicamentosos, combinados com a redução do tabagismo e melhores taxas de diagnóstico precoce poderiam combater o câncer totalmente até 2050.

Em 2015, mais de 14 milhões de pessoas no mundo foram diagnosticadas com câncer, sendo que cerca de 8 milhões morreram. Até 2030, o número crescerá de forma assustadora para 26 milhões de diagnósticos e 17 milhões de mortes.

Para que o sonho se torne real, o estudo mostra que é necessário aumentar os investimentos em cuidados com o câncer, igualmente como o acesso universal a medicamentos. Os pesquisadores indicam que os governos e instituições precisam incentivar os pacientes  terem consciência e conhecimento sobre sintomas menores que poderiam indicar o câncer e levar ao diagnóstico precoce.

De acordo com os especialistas, a cura para o câncer só ocorrerá quando as pessoas se preocuparem mais com a saúde. Independente da demora de 34 anos, esse poderá ser um dos maiores sonhos conquistados pela humanidade.



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários deixados pelos leitores e adverte que o conteúdo pode ser reproduzido em reportagens. O teor das mensagens está sujeito a moderação.



Curta o SERRANOSSA