• Vinícola Garibaldi

Ação conjunta resulta na prisão de 28 pessoas, em Porto Alegre

  • Vinícola Garibaldi

Dentre as apreensões há três fuzis, três submetralhadoras, duas espingardas calibre 12, um revólver, 16 pistolas, diversos carregadores de arma de fogo, rádios comunicadores, balanças de precisão e porções de entorpecentes

Fotos: PCRS

Policiais civis e militares desencadearam, na noite de sexta-feira, 22/09, a Operação Saturação de Área, com objetivo de intensificar o policiamento ostensivo em regiões de maior incidência à criminalidade, além de contribuir para a redução dos crimes violentos letais intencionais e enfrentar o crime organizado em Porto Alegre.

As intensivas, efetuadas nos bairros Mário Quintana e Costa e Silva, foram realizadas pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil e pela Brigada Militar, através do Comando de Policiamento da Capital (CPC).

Ao todo, 28 homens foram presos durante as ações. Estima-se que o prejuízo ao crime organizado possa ultrapassar a soma de R$ 500 mil.

Durante as diligências, os policiais apreenderam armas de fogo ilegais, totalizando 25 armas, 1.366 munições, seis coletes balísticos e 25 celulares. Dentre as apreensões há três fuzis, três submetralhadoras, duas espingardas calibre 12, um revólver, 16 pistolas, diversos carregadores de arma de fogo, rádios comunicadores, balanças de precisão e porções de entorpecentes.

O diretor do DHPP, Delegado de Polícia Mario Souzam afirma que “foi uma operação em conjunto histórica contra o crime organizado, causando um forte prejuízo aos criminosos que insistem em determinar mortes na capital.”

O comandante do CPC, Cel. Luciano Moritz, destaca que “é a resposta das forças de segurança contra as facções que insistem em criar a instabilidade nas comunidades. A resposta será sempre enérgica e no sentido do enfraquecimento desses grupos criminosos. Deixando o alerta que jamais ousem o enfrentamento contra as corporações, pois a resposta será ainda mais forte”.

O Ten-Cel. Rafael Tiaraju, comandante do 20º BPM, destaca que “estamos trabalhando incessantemente na zona norte de Porto Alegre a fim de promover a redução dos indicadores de criminalidade e combater com afinco as ações das organizações criminosas que atuam na capital. O objetivo da Brigada Militar e da Polícia Civil são únicos: proporcionar a segurança da comunidade e envidar esforços no combate ao crime organizado”.