Artista venezuelana é encontrada morta no interior do Amazonas

Julieta Inés Martínez desapareceu quando tentava atravessar o Amazonas de bicicleta para chegar à Venezuela, onde encontraria a mãe

Foto: Divulgação e Francisco Carioca/Rede Amazônica

Julieta Inés Hernández Martínez, de 38 anos, artista e cicloviajante da Venezuela, foi encontrada morta em Presidente Figueiredo, no interior do Amazonas, na noite de sexta-feira, 05/01.

Segundo a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), Julieta foi vista pela última vez em 23 de dezembro de 2023 nas proximidades do município de Presidente Figueiredo, quando seguia de bicicleta em direção a Boa Vista, em Roraima.

A morte de Julieta foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas. Ela tinha como destino a cidade de Puerto Ordaz, na Venezuela, onde a mãe mora.

O corpo foi encontrado em uma área de mata. Conforme a Secretaria de Segurança Pública, o cadáver estava nas proximidades de onde a polícia havia encontrado partes da bicicleta usada por Julieta.

Ainda segundo a SSP-AM, o local onde o corpo e os pertences foram localizados é próximo de um refúgio onde a artista estava hospedada. O cadáver foi encontrado por cães de resgate do Corpo de Bombeiros.

Na noite de sexta, o delegado da 37º Delegacia de Polícia, Valdinei Silva, informou sobre a prisão de um homem. Posteriormente, a SSP-AM confirma que um casal foi preso pela Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) suspeito de envolvimento no crime. Eles passaram por oitivas na delegacia local.

O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), em Manaus, ainda na noite de sexta.