• Vinícola Garibaldi

Bento Gonçalves tem mais de 170 casos de dengue confirmados

  • Vinícola Garibaldi

Pelo menos 126 armadilhas são monitoradas mensalmente pelos agentes de endemias

Bento Gonçalves tem mais de 170 casos de dengue confirmados
Foto: Prefeitura Bento

As ações de combate ao mosquito Aedes aegypti são diárias em Bento Gonçalves. Elas são realizadas pela secretaria municipal da Saúde (SMS), através do trabalho dos agentes de endemias do município. Neste período de fortes chuvas, o acúmulo de água pode ser grande, criando um espaço confortável para a reprodução do mosquito que transmite a dengue.

Os profissionais realizam visitas em espaços públicos, residências, empresas, dentre outros locais, com possíveis criadouros. Neste ano, até o momento, o município contabiliza 173 casos, sendo 148 autóctones e 25 importados (em que o cidadão se infecta numa outra cidade). Pelo menos 126 armadilhas são monitoradas mensalmente pelos agentes de endemias.

Os principais bairros onde foram encontradas larvas do mosquito são: Caminhos da Eulália, Centro, Imigrante, Santa Helena, Jardim Glória, Municipal, Juventude, Vinhedos, São Valentim, Conceição, Fátima, São Roque, Ouro Verde, Universitário, Progresso, Borgo, COHAB, Vila Nova II, Barracão, Cruzeiro, Eucaliptos, São Francisco e Vinhedos. Atualmente, os agentes de endemias estão fazendo pesquisa do vetor nos bairros Pomarosa, São Roque, Jardim Glória e São Vendelino, onde foram constatados os últimos casos da doença.

Para combater a proliferação do mosquito, ao longo desta semana, as equipes continuaram com a pesquisa de vetor onde tem casos confirmados, além da desinsetização. Os agentes passaram por bairros com casos positivos: Botafogo, Pomarosa, Vinhedos, São Roque, Ouro Verde, Borgo, Jardim Glória, Vila Nova, Conceição e Progresso.

A médica veterinária da Vigilância Ambiental, Analiz Zattera, detalhou mais as ações. “Nós estamos atuando forte no combate ao mosquito, através de ações diárias, incluindo educativas, para reforçar a luta contra o Aedes aegypti. A informação é sempre a melhor forma de prevenir, além, é claro, de cada um fazer a sua parte. Os agentes estão diariamente nas ruas averiguando quintais de residências e qualquer outro local que possa ter água parada”.

Locais como terrenos baldios sujos ou depósitos de lixo em vias públicas devem ser denunciados pelo telefone (54) 3055-7142. Todos os trabalhos, segundo a SMS, são registrados e seguem o Plano Nacional de Combate à Dengue.

Principais sintomas

– Febre alta (maior que 38.5°C) de início abrupto e que dura entre 2 e 7 dias; 

– Dores musculares intensas; 

– Dor ao movimentar os olhos; 

– Mal-estar; 

– Falta de apetite; 

– Dor de cabeça; 

– Manchas vermelhas no corpo.

Ao apresentar os sintomas, é importante procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima para diagnóstico e tratamento adequados.