• Vinícola Garibaldi

Ciclone na costa do RS traz vento forte e frio intenso

  • Vinícola Garibaldi

A MetSul Meteorologia prevê rajadas de 40 km/h a 50 km/h na maioria das cidades do Estado

Ciclone na costa do RS traz vento forte e frio intenso
Foto: MetSul

Uma série de centros de baixa pressão dará origem a um ciclone na costa do Rio Grande do Sul entre esta terça, 28/05, e a quarta-feira, 29/05, com o sistema já configurado e maduro na costa do Sul do Brasil, sobre o Oceano Atlântico, ao longo desta terça.

O ciclone intenso terá múltiplos centros de baixa pressão menores em torno do seu vórtice principal, configurando uma situação meteorológico bastante curiosa, e vai ser responsável por trazer ainda instabilidade, embora mais fraca, e vento.

Por influência do ciclone na costa, a terça-feira vai ser ventosa no Rio Grande do Sul. A MetSul Meteorologia prevê rajadas de 40 km/h a 50 km/h na maioria das cidades do Estado.

As regiões que mais devem ter vento, que já se intensificou no Sul gaúcho na noite de segunda-feira, 27/05, serão o Sul e o Leste do Estado no decorrer da terça, com rajadas muito fortes a intensas em alguns pontos.

No Sul e na Campanha, o vento pode atingir 70 km/h a 90 km/h, localmente superior principalmente no Litoral Sul. Em algumas praias do Litoral Sul, entre o Chuí e Mostardas, existe a possibilidade de rajadas em torno de 100 km/h.

Em Porto Alegre, em média, rajadas de 50 km/h a 70 km/h, mas, pela topografia, o vento pode ser mais forte em alguns pontos. São os casos de bairros mais altos da cidade e das margens do Guaíba, além de locais em que os prédios canalizam e potencializa a força do vento.

No Litoral Norte do Rio Grande do Sul, a previsão é de vento nesta terça em alguns momentos com 60 km/h a 80 km/h com as rajadas mais fortes previstas para localidades mais ao Sul da região, especialmente entre Palmares do Sul e Tramandaí.

Embora sem impacto como os piores ciclones do ano passado, os de junho e julho, o vento poderá causar alguns transtornos, como queda de árvores e falta de luz em setores do Sul e do Leste do Estado. As operações do porto de Rio Grande devem ser afetadas.

Em Porto Alegre, o vento inicialmente soprará de Noroeste e no fim do dia passa a ser de Sul, o que se manterá na quarta e na quinta, interferindo com o nível do Guaíba que hoje à tarde estava em 3,25 metros pela régua da TideSat.

A MetSul Meteorologia reitera o aviso que este ciclone vai provocar forte agitação do mar com ressaca no restante da semana entre os litorais do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro.

Fonte: MetSul Meteorologia