Encarar as situações difíceis com verdade

Por: Padre Ezequiel | 27/05/2019 09:00:06

Quando é que uma dificuldade se transforma em angústia? É quando não vemos caminhos de saída a nossa frente, quando nos sentimos sufocados e condenados a viver aquela situação sempre. Se não vemos saída, se a situação nos imobiliza, então pode entrar o desespero e o medo. O medo é o responsável por nos travar, impedir de andar, nos imobilizar.

O que é sempre mais difícil e insuportável não é problema em si, mas a sensação que ele provoca. Essa sensação se concentra na ideia de que não há nada para ser feito. Nisso, a pessoa fica travada, a vida não flui, o sol não aparece. Se alguém da família está doente, o problema está na angústia que impede de ver caminhos de solução, de ver as perspectivas de saída. Por isso, a ausência de perspectivas é pior do que o mal em si. É o que mais nos faz sofrer. 

Se o casamento está infeliz, por exemplo, a causa do sofrimento está na sensação de ter que mantê-lo sempre, ou de recomeçar a vida ou ainda de não saber o que se pode fazer para melhorar o relacionamento. A sensação e as angústias que os problemas causam são mais terríveis do que os próprios problemas. A doença bateu à porta e está ali, o filho está drogado e precisa de ajuda. Não ter perspectivas diante dessa realidade é o pior. Não encontrar alguém que diga para você, que na situação do seu filho, você precisa ir por essa ou aquela direção. 

O que causa medo não é a realidade, mas a escuridão que se alarma e se arma diante da realidade sem luz. A luz já não se acende. Quando conseguimos ver com clareza as situações, tudo melhora. Para que isso aconteça, muitas vezes precisamos nos distanciar do problema, enxergá-lo como se eu estivesse fora dele. 

    Outra postura é encarar a realidade e assumir a verdade da situação. Diante da doença, por exemplo, posso buscar o melhor médico que está ao alcance das minhas condições e posso confiar na força de Deus. Com o filho drogado, devo saber que essa é uma situação difícil, que ele precisa de tratamento, pois é um doente e que não ficará curado somente pelas minhas boas intenções e orações. Preciso fazer tudo o que está ao meu alcance, orientado também por especialistas da área. 

    Quando faço tudo o que posso então posso alcançar a paz interior. Encare sempre a realidade com verdade, por mais dura que ela seja. Não fique se iludindo com respostas fáceis e nem se preocupando com o que as pessoas vão pensar de você.  É importante encarar os fatos, aceitar essa realidade como ela é, sem mentiras ou disfarces. Continuar enfrentando a vida como ela é, pois Deus está comigo e posso seguir. Paz e luz pra você!
 


É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização expressa do Grupo SERRANOSSA.

Padre Ezequiel

Padre Ezequiel

Sacerdote da Diocese de Caxias do Sul (RS), padre Ezequiel é cantor e compositor e lidera o projeto "Despertai para o Amor", de evangelização através da música e dos meios de comunicação. Já lançou seis CDs e um DVD e roda o Brasil com shows musicais, palestras, missas e pregações. Apresenta diariamente a reflexão "Despertai para o Amor" em mais de 250 rádios de 19 Estados do Brasil e o programa semanal "Despertai para o Amor" na TV Evangelizar e na TV Nazaré. É editor da Revista "Despertai para o Amor", de circulação trimestral, e autor do livro "Beber na fonte do amor: como a misericórdia humaniza e traz verdadeira alegria" (Edições Loyola).



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários publicados no portal.



Leia a Edição
IMPRESSA


Edição 727
13/09/2019 06:00:07
Edições Anteriores

Curta o SERRANOSSA