Finalmente!

Por: Greice Scotton Locatelli | 10/04/2019 06:00:15

3 de outubro de 2019. O dia que simboliza, para a maioria das pessoas que trabalha direta ou indiretamente com a segurança pública de Bento Gonçalves, um alívio. No dia 3 de outubro de 2019, a nova Penitenciária de Bento Gonçalves foi finalmente inaugurada, depois de anos de indefinições, adiamentos, decisões desencontradas e muita negociação.

Ao longo da minha carreira, eu escrevi inúmeras vezes que só acreditava vendo, como se “desafiar” quem tinha o poder de fazer o projeto sair do papel fosse uma forma singela de ajudar a pressionar por respostas. Em outros momentos, mordi minha língua, como dizem: primeiro achando (ingenuamente, admito) que o início da nova obra era sinônimo de que o prédio logo entraria em funcionamento e, depois, que a conclusão dele representaria a mesma coisa. Eu me dei o trabalho de pesquisar: a primeira visita que fiz ao local foi em julho de 2018 e saí de lá esperançosa de que em janeiro deste ano morderia finalmente a minha língua em relação ao presídio. Ok, demorou um pouco mais do que o previsto, mas aconteceu.

Como jornalista, acompanhei a evolução da mobilização desde antes de seu início (ainda na escolha do terreno, lá em 2005) e, ainda duvidando – só para não perder o hábito –, vi as indefinições voltarem à tona e os sucessivos adiamentos para a entrega, com as respectivas justificativas dos bastidores – todas fundamentadas e compreensíveis. Agora, um dia depois de ter participado da histórica inauguração do novo presídio, posso afirmar com convicção que valeu a pena a espera.

Há algumas semanas, em uma tarde fria e ensolarada de terça-feira, sem muita cerimônia, tive a oportunidade de conhecer por dentro a nova casa prisional e percorrer a estrutura, que naquela época já estava pronta para receber os detentos. Por questões óbvias de segurança não pude fotografar, tampouco divulgar detalhes na época, diferente de ontem, quando a estrutura foi aberta à visitação das autoridades. De maneira sucinta, posso dizer que se trata de uma nova realidade, nem de longe parecida com o que conhecemos até então – quem esteve nos dois prédios vai entender do que estou falando.

Percorrendo as novas galerias onde os detentos ficarão abrigados, a sensação é de que pode haver esperança para quem cometeu erros graves e foi condenado por eles. Embora a diferença entre as realidades do presídio do Centro e do bairro Barracão sejam incomparáveis, é possível perceber de antemão que há muito mais respeito e dignidade envolvidos. Sem “puxadinhos”, improvisos, remendos no que já não podia ser remendado, com condições infinitamente melhores de saúde e higiene e muito melhor organizado, além, claro, de mais seguro. A retomada do trabalho prisional – divulgada pelo SERRANOSSA na época – é um alento para a sociedade como um todo e é só uma das frentes dessa nova era na segurança pública local. 

Agora há uma estrutura adequada para que aqueles presos que desejam a tão falada ressocialização tenham chance de, pelo menos, tentar. Em algumas semanas – a previsão oficial é de 60 dias – as transferências serão concluídas e a nova casa prisional estará finalmente funcionando como deveria há anos estar. A luta, passada a euforia da inauguração, é para que o prédio que simbolizou durante tanto tempo uma verdadeira bomba-relógio em pleno centro da cidade seja desativado por completo, para que não tenhamos uma solução seguida por um novo problema, mesmo que de menores proporções. Durante o evento, o governador prometeu que será demolido. Aguardemos os próximos capítulos, na torcida.

Aplausos para todos os envolvidos nessa obra e na segurança pública como um todo. Bento Gonçalves agora tem uma penitenciária à altura de suas necessidades.


É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização expressa do Grupo SERRANOSSA.

Greice Scotton Locatelli

Greice Scotton Locatelli

 



Editora-chefe do Grupo SERRANOSSA desde 2010, é formada em Comunicação Social - Habilitação Jornalismo, pela Unisinos, e tem na Língua Portuguesa e na Fotografia duas de suas maiores paixões.



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários publicados no portal.



Leia a Edição
IMPRESSA


Edição 731
10/11/2019 08:00:55
Edições Anteriores

Curta o SERRANOSSA