Por que nascemos?

Por: Padre Ezequiel | 16/01/2020 17:21:39

A pergunta por que nascemos é fundamental, bem como a clareza da resposta. Muitas vezes, as pessoas ficam confusas em relação à resposta. Por que eu nasci? Tem sentido viver e sofrer neste mundo? Eu não devia ter nascido, dizem alguns. A vida precisa se encontrar. Quando a pessoa não está encontrada, ela entra numa confusão e tem dificuldade de encontrar clareza de respostas e sentido para a vida. O entendimento dá muita qualidade à vida. 

Nós estamos no mundo para conhecer e amar. Amar a nós mesmos, amar aos outros, amar a criação e amar a Deus.  A dinâmica da criação é do amor criador. Na medida em que faço o bem, estou de acordo com o impulso criador original. Fazer o bem é corresponder à vontade de Deus, que me chamou à vida e um dia me acolherá no céu. Não amar é não corresponder à convocação primeira à qual nós fomos chamados. 

Para termos uma vida realizada, o amor é fundamental. O amor nos dá a noção de que viemos de Deus e vamos para Deus. Viemos de mais longe do que de nossos pais. Deus nos quis, nos pensou e no amor nos gerou. Ele sustentou a nossa vida desde o primeiro momento e nunca retira esse apoio, até o último momento.  

Na vida, nós podemos sentir a proximidade do criador e também, às vezes, podemos não sentir nada. A proximidade maior com Deus nós a temos no Filho Jesus, que nos revelou de modo insuperável o amor. Na radicalidade do amor de Jesus, sabemos também o que Deus quer de nós. Se Jesus só amou, então no amor nós encontramos vida, luz e salvação. E esse amor abre para o ser humano a eternidade, que supera também a morte. Pense nisso!


É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização expressa do Grupo SERRANOSSA.

Padre Ezequiel

Padre Ezequiel

Sacerdote da Diocese de Caxias do Sul (RS), padre Ezequiel é cantor e compositor e lidera o projeto "Despertai para o Amor", de evangelização através da música e dos meios de comunicação. Já lançou seis CDs e um DVD e roda o Brasil com shows musicais, palestras, missas e pregações. Apresenta diariamente a reflexão "Despertai para o Amor" em mais de 250 rádios de 19 Estados do Brasil e o programa semanal "Despertai para o Amor" na TV Evangelizar e na TV Nazaré. É editor da Revista "Despertai para o Amor", de circulação trimestral, e autor do livro "Beber na fonte do amor: como a misericórdia humaniza e traz verdadeira alegria" (Edições Loyola).




Leia a Edição
IMPRESSA


Edição 754
04/03/2020 00:00:48
Edições Anteriores

Curta o SERRANOSSA