Saber envelhecer

Por: Padre Ezequiel | 16/04/2020 22:12:15

Envelhecer bem é importante. Muitas pessoas não envelhecem bem e chegam no tempo da velhice muito mal, com muitas angústias e dificuldades. Envelhecemos naturalmente, mas a qualidade do envelhecimento é uma arte. Se seremos bem-sucedidos ou não nessa arte, isso depende de como nós vivemos. A sabedoria é o ingrediente principal para a arte de envelhecer.

Para bem envelhecer é importante o conhecimento. Conhecer o ser humano e conhecer-se, a fim de apreender a lidar consigo mesmo e com a vida. Fazer o processo de evolução humana. Não estacionar a vida no básico. Colocar-se no caminho de busca permanente. Ir transformando-se aos poucos a partir de dentro. É preciso saber o que se passa em nós e conosco, a fim de aprender a arte de envelhecer. Quem envelhece bem é inspiração para os demais. Como tudo na vida, nós transmitimos o que somos. Aquele que envelheceu bem, transmite aos demais a boa notícia da sabedoria da velhice. 

Nós envelhecemos como vivemos. Se você vive bem em cada fase da vida, então envelhecerá bem. As pesquisas mostram que as pessoas que vivem mal na meia idade, quando chegam a velhice continuarão queixosos e com muitas dificuldades. Aqueles que vivem bem, no decorrer da vida, chegam idosos felizes e realizados. Esse dado impulsiona a buscarmos o melhor todos os dias, sem postergar a resolução de problemas internos e de autoconhecimento. Quando falo de problemas internos me refiro a padrões de comportamento rígidos ou reprimidos, ansiedades, fobias, bloqueios, emoções não resolvidas, etc. 

Quem envelhece bem vive bem e quem vive bem reparte sua vida com os outros. Com a nossa vida sempre mostramos algo aos outros, que os enriquece. Santo Agostinho dizia que começamos a envelhecer desde o nascimento e esse processo dura toda a vida. Podemos comparar essa arte com a natureza. A primavera é o tempo do desabrochar da vida, da jovialidade e da vivacidade. A plenitude da vida é o tempo de verão. O outono é a colheita e o inverno é o tempo do repouso, da quietude e do descanso, para que a nova vida possa surgir. Esse amadurecimento é arte e arte se aprende, se busca e se aperfeiçoa a cada dia.
 


É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização expressa do Grupo SERRANOSSA.

Padre Ezequiel

Padre Ezequiel

Sacerdote da Diocese de Caxias do Sul (RS), padre Ezequiel é cantor e compositor e lidera o projeto "Despertai para o Amor", de evangelização através da música e dos meios de comunicação. Já lançou seis CDs e um DVD e roda o Brasil com shows musicais, palestras, missas e pregações. Apresenta diariamente a reflexão "Despertai para o Amor" em mais de 250 rádios de 19 Estados do Brasil e o programa semanal "Despertai para o Amor" na TV Evangelizar e na TV Nazaré. É editor da Revista "Despertai para o Amor", de circulação trimestral, e autor do livro "Beber na fonte do amor: como a misericórdia humaniza e traz verdadeira alegria" (Edições Loyola).




Leia a Edição
IMPRESSA


Edição 762
29/05/2020 00:05:26
Edições Anteriores

Curta o SERRANOSSA