Viver bem é ter atitude

Por: Padre Ezequiel | 30/04/2020 14:36:09

Todos nós gostaríamos de ter controle sobre a vida. Gostaríamos de chegar aos objetivos que planejamos, controlar o que não queremos que aconteça, ter o domínio sobre tudo o que acontece. Só que a vida não é assim. Não temos controle sobre a vida. Não conseguimos controlar tudo. Muitas coisas fogem do nosso controle. Não esperávamos, não planejamos, não sonhamos e nem queríamos que acontecesse, mas aconteceu. É a vida com sua dinâmica e possibilidades que fez acontecer. E agora, o que fazer? Diante do que acontece sem que queiramos ou sem planejarmos a única situação que resta é aprender lidar. Saber lidar é uma atitude que se aprende. E ela não é pouco importante. Muita gente tem dificuldade de lidar com a vida e com aquilo que acontece. Não conseguem sair dos problemas, mesmo que sejam pequenos. Estão sempre desgastados pelo peso das situações de vida que os envolvem. Lidar, reeditar o modo de perceber a realidade, contornar os interditos torna a vida mais madura. A imaturidade encontra problema em tudo. Se não tem, cria. Quando tem aumenta e se afoga nas águas desses problemas. A imaturidade não sabe lidar com aquilo que acontece. Sobremaneira se não previu ou não esperava. Por isso, diante daquilo que não esperávamos e nem queríamos que acontecesse a única forma de encontrar portas de saída é aprender a lidar. Lidar com o inesperado percebendo que não podemos controlar a vida. Podemos ter as rédeas da vida na mão, mas essas rédeas não controlam tudo.

Outro aspecto importante para viver bem a vida é ter atitude. A vida precisa de determinação. Precisamos alimentar nossos sonhos e nossa vontade de chegar, de vencer, de deixar nosso legado. Só chegamos ao pódio de nossas conquistas com determinação, com decisão e empenho. A vida é tarefa minha. Não posso terceirizar meus sonhos e nem esperar pelos outros, aquilo que precisa ser feito por mim. Ter atitude é dizer para si mesmo que a vida é minha e eu a farei brilhar. Não posso ser vítima dos acontecimentos, nem de meus fracassos e muito menos das minhas emoções negativas. Nem posso ser vítima daquilo que outros fizeram e nem do ambiente onde cresci. Tudo me influencia, é verdade. Mas agora eu já posso decidir. Eu digo a mim mesmo que vou fazer as coisas darem certo. Não devo esperar pelos outros. Eu preciso ser autor da minha história. O mundo de hoje quer exatamente pessoas capazes de serem autores de sua própria história. E isso não é conquistar muito ou ser rico. Mas é fazer aquilo que me cabe, desempenhar minha missão, ter atitude, garantindo a qualidade de vida. Qualidade psíquica e emocional, porque a felicidade depende disso.
 


É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização expressa do Grupo SERRANOSSA.

Padre Ezequiel

Padre Ezequiel

Sacerdote da Diocese de Caxias do Sul (RS), padre Ezequiel é cantor e compositor e lidera o projeto "Despertai para o Amor", de evangelização através da música e dos meios de comunicação. Já lançou seis CDs e um DVD e roda o Brasil com shows musicais, palestras, missas e pregações. Apresenta diariamente a reflexão "Despertai para o Amor" em mais de 250 rádios de 19 Estados do Brasil e o programa semanal "Despertai para o Amor" na TV Evangelizar e na TV Nazaré. É editor da Revista "Despertai para o Amor", de circulação trimestral, e autor do livro "Beber na fonte do amor: como a misericórdia humaniza e traz verdadeira alegria" (Edições Loyola).




Leia a Edição
IMPRESSA


Edição 762
29/05/2020 00:05:26
Edições Anteriores

Curta o SERRANOSSA