Bandeira vermelha: e agora, o que fazer no condomínio?

Por: Vicente Tomasi – Falando de condomínio | 19/06/2020 19:11:21

Desde o início da pandemia, temos enfrentado momentos de incerteza nunca vividos antes, que exigem cuidados redobrados com a nossa saúde e com a daqueles que nos rodeiam. Passamos por um período de quarentena muito rígido nos últimos meses, que ajudou no combate à disseminação do novo Coronavírus, mas acabou mudando totalmente nossas rotinas. Depois, veio o breve afrouxamento das regras, com a flexibilização de medidas, levando muita gente a acreditar que tudo tinha voltado ao normal. 

Essa falta de preocupação de alguns pode ter contribuído para que a região da Serra piorasse seus números e chegasse à Bandeira Vermelha no modelo de Distanciamento Controlado do Estado, que exigirá ainda mais cuidados. Agora, será necessário retroceder e proibir novamente coisas que achávamos que já estavam superadas. 

Para isso, caberá aos condomínios repensar medidas de prevenção e critérios de convivência, como fechar as áreas comuns, disponibilizar álcool gel, orientar o uso de máscaras e outros EPIs, além do controle de aglomerações, que restringe a realização de confraternizações e até mesmo a ida das crianças ao parquinho, mesmo que isso acabe gerando novos conflitos. 

Embora grande parte dos moradores estejam cientes da necessidade de medidas preventivas, nem todos têm levado a sério essas regras e muitos sentem-se à vontade para desrespeitá-las, mesmo sabendo que poderão ser advertidos e multados pelo síndico, que é o responsável legal por tomar as atitudes de prevenção da saúde e segurança dos condôminos. Cabe lembrar que essa responsabilização se aplica inclusive nos casos em que não está prevista na convenção.

Nesse novo momento de alerta, é importante que todos tenham a consciência de que, se algum morador estiver contaminado, é dele a responsabilidade de cumprir o isolamento, sob pena de responder processo crime por colocar em risco a vida dos demais. 

Para minimizar esse risco nos condomínios, alguns cuidados são essenciais e nunca é demais reforçá-los: não promova e evite aglomerações, esteja atento aos riscos de contaminação no elevador, higienize as mãos com água e sabão ou álcool gel e aumente a frequência da limpeza em áreas de maior circulação. Além disso, se você é do grupo de risco, saia de casa somente quando necessário e lembre-se de higienizar-se imediatamente ao retornar da rua
 


É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização expressa do Grupo SERRANOSSA.

Vicente Tomasi – Falando de condomínio

Vicente Tomasi – Falando de condomínio

Síndico profissional. Diretor do Grupo Tomasi (http://www.grupotomasi.com.br/site/)





 




Leia a Edição
IMPRESSA


Edição 767
07/03/2020 00:05:07
Edições Anteriores

Curta o SERRANOSSA