Fim de ano: direitos e deveres dos condôminos

Por: Vicente Tomasi | 20/12/2020 18:34:33

No período de festas de fim de ano pode ser complicado conciliar as opiniões dos moradores, por isso uma das regras fundamentais para a convivência harmônica nesta situação é o bom senso, ainda mais quando há mais pessoas circulando nas áreas comuns do condomínio e nos apartamentos. 

Os principais motivos de confusão neste período são: barulho excessivo, aluguel de salão de festa ou áreas de convivência e a segurança dos imóveis durante as férias. Na questão do barulho, cada condomínio possui suas regras descritas na Convenção ou Regulamento Interno e estas devem ser respeitadas, principalmente durante as comemorações. No caso de excessos, acione a portaria e peça para que solucionem o problema. De forma alguma tente resolver com o vizinho, pois o abuso do álcool nessa época pode resultar em confusão. 

Já para o aluguel do salão de festas ou áreas de convivência o critério também deve estar definido no regimento do condomínio. Como as datas de final de ano são bastante disputadas, defina como será feita Fim de ano: direitos e deveres dos condôminos a condução do uso destes espaços optando por uma das maneiras: vetar o aluguel de áreas comuns, evitando polêmicas; ou permitir, sem restrição, respeitando a ordem de agendamento. 

O período de férias também exige mais atenção por parte da segurança do condomínio, já que a maioria dos moradores está ausente. Algumas atitudes podem evitar maiores problemas, como, por exemplo, deixar algum vizinho avisado de sua ausência para que ele possa observar movimentações estranhas em sua residência; e deixar a chave e um telefone de contato com um parente ou amigo que não more no condomínio. 

Seguindo essas dicas é possível ter um fim de ano e comemorações tranquilos. Mas, caso alguma regra seja violada, cabe ao síndico aplicar as penalidades previstas pela Convenção de Condomínio e Regulamento Interno. 

Importante salientar que no período atual de pandemia da COVID-19, cada condomínio define suas regras em relação ao uso das áreas comuns, porém, é imprescindível que sejam levadas em consideração as regras de prevenção e distanciamento de cada cidade e estado.
 


É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização expressa do Grupo SERRANOSSA.

Vicente Tomasi

Vicente Tomasi

Síndico profissional. Diretor do Grupo Tomasi (http://www.grupotomasi.com.br/site/)





 




Leia a Edição
IMPRESSA


Edição 806
16/04/2021 00:05:10
Edições Anteriores

Curta o SERRANOSSA