Já ouviu falar em Osteopatia?

Por: Pedro Della Côrte | 16/07/2021 14:15:52

Não é de hoje que as pessoas se queixam de dores pelo corpo, sejam elas de origem decorrentes de lesões nervosas, por estímulos nocivos aos tecidos ou ainda em decorrência de traumas, como na maioria dos casos. Mas uma coisa é certa, a dor nos traz inúmeros transtornos no dia a dia, incluindo alterações no comportamento e no humor.

Atualmente, vivemos um momento que a maioria da população busca por qualidade de vida, o que inclui atendimentos diferenciados na área da saúde que possam buscar o equilíbrio no funcionamento das estruturas do corpo humano. Diante disto, um método manual e natural tem se destacado dentro das terapias manuais: a Osteopatia. O método foi criado nos Estados Unidos no século XIX, pelo médico Andrew Taylor Still. Ele acreditava que o equilíbrio das estruturas do corpo humano, principalmente do aparelho locomotor, era extremamente importante para prevenir o desenvolvimento de disfunções e doenças, por isso defendia que o corpo teria a possibilidade de se recuperar de forma independente, ou seja, autocurar-se. 

A Osteopatia é um método de avaliação, diagnóstico e tratamento que visa reestabelecer a função das estruturas e dos sistemas corporais, agindo através de técnicas manuais sobre os tecidos que englobam o corpo humano, sendo atualmente incluída na lista de terapias da medicina alternativa.

Mas quem são os Osteopatas? Na grande maioria são fisioterapeutas, que através de uma formação em escolas especializadas, cuja duração pode variar entre 3 e 5 anos, buscam se aprimorar nesse método. Como paciente e conhecedor dos benefícios da osteopatia, posso dizer que estes profissionais são diferenciados, pois além da sensibilidade na hora de avaliar, o cuidado no momento do diagnóstico e do tratamento os tornam doutores na manipulação dos tecidos que nos constituem. 

Não é de hoje que aqueles que me conhecem sabem que sempre indico fazer uma sessão de osteopatia durante a vida para perceber como é bom ter a sensação de que o corpo e a mente estão em equilíbrio.  Mas já adianto que em uma única sessão dificilmente você poderá usufruir por completo dessa sensação, pois nossos hábitos nem sempre são tão saudáveis para apresentarmos um resultado tão rápido, além de muitas vezes seguirmos orientações de profissionais não tão preparados e seguros do que fazem.  Portanto, que tal começarmos hoje a mudar nossos hábitos em busca de uma vida mais saudável?
 

Apoio:

 

 


É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização expressa do Grupo SERRANOSSA.

Pedro Della Côrte

Pedro Della Côrte

Professor Universitário, coordenador de curso, biólogo (CRBio3 41579), biomédico (CRBM5 3259), mestre em Genética e Toxicologia Aplicada, proprietário da Clínica Levestar e do Instituto Idevi – Instituto de Ensino e Pesquisa em Saúde. Contato: [email protected]



As colunas de opinião são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do SERRANOSSA.



 




Leia a Edição
IMPRESSA


Edição 821
30/07/2021 00:05:19
Edições Anteriores

Curta o SERRANOSSA