Falta de amor preocupante

Por: Greice Scotton Locatelli | 16/03/2018 06:00:32

Pode apostar: basta surgir uma notícia de que Bento Gonçalves recebeu algum tipo de reconhecimento que chovem críticas. O que eu não entendo é por que as pessoas não conseguem distinguir determinadas informações e elogiar ou criticar no contexto certo. 

O caso mais recente ocorreu na última semana. O site Expedia Brasil, maior agente de viagens on-line, fez uma pesquisa entre os usuários que apontou as 30 cidades mais aconchegantes do país levando em consideração os maiores índices de conforto dos hotéis e qualidade dos serviços oferecidos. Bento ficou na 4ª colocação, atrás apenas de Sete Lagoas e Confins (MG) e Fortaleza (CE). 

Era para ser uma boa notícia, afinal não é todo dia que conseguimos superar roteiros consagradíssimos como Gramado e Canela, ainda mais em pesquisas que abrangem todo território nacional em um país com centenas de atrativos nessa área. Mas não. Logo começaram a surgir comparações – algumas criativas, admito – ironizando que o trânsito também é aconchegante, assim como a segurança, o atendimento do comércio e o número de prédios no centro, por exemplo. 

A cidade tem problemas, claro, como todas as outras, em maior ou menor proporção. Algumas soluções já poderiam ter sido encontradas, sim. Mas são situações distintas. O fato de ter havido um reconhecimento na área de turismo, na qual tanto investimos nos últimos anos para nos consagrarmos como destino (com muito sucesso) é digna de elogio, tanto quanto a falta de investimento suficiente em áreas consideradas mais “essenciais” pela população em geral, como saúde e educação, deve ser criticada. Mas o fato de termos problemas com segurança, um dos principais alvos das críticas, por exemplo, não exclui sermos bons em turismo.

A boa notícia é que, apesar das reclamações fora de contexto, há quem saiba valorizar as conquistas desse tipo. Reproduzo abaixo alguns depoimentos publicados na fanpage do SERRANOSSA. 

“Morei alguns anos em Bento e sinto saudades. Acho engraçado essa mania que as pessoas nascidas na cidade têm de não ver as coisas boas daí. Depois que saí de Bento, me mudei mais 3 vezes, pra cidades bem maiores e pra uma menor também, e não fosse o alto custo de vida da Serra diria que foi o melhor lugar em que morei”, diz uma das leitoras. 

“Pessoas aqui pedindo o porquê de a cidade ficar nessa posição e reclamando. Nós ainda estamos no céu, vocês reclamam demais. Se as pessoas que a elegeram pensam assim é porque onde elas moram é pior, não acham?”, argumentou outra leitora.

“Bento tem pontos a melhorar, sim. Falo porque nasci aqui. Mas tem pontos bons e ruins. Essa pesquisa se refere a visitantes que não convivem todos os dias com a rotina, com atendimento via SUS ou com assaltos. Bento é sim uma cidade da qual podemos nos orgulhar. E ficar em 4º lugar não é para qualquer uma!”, diz outro leitor.

Bento Gonçalves pode ter um setor industrial promissor, estar consagrada como roteiro turístico, ter os melhores vinhos do país e também sofrer com demandas não atendidas na área da educação, saúde e segurança. O que se percebe, lendo os comentários, é uma falta de amor preocupante pela cidade, especialmente por parte de quem é daqui. É obrigação nossa, enquanto cidadãos, apontar falhas que podem e devem ser corrigidas, tanto quanto fazer a nossa parte para tornar a cidade um lugar melhor de se viver. Mas há hora certa para se fazer isso. Quando se perde a capacidade de distinguir entre o momento de elogiar e criticar, torna-se natural ver apenas o lado negativo. E isso é péssimo para a cidade.
 


É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização expressa do Grupo SERRANOSSA.

Greice Scotton Locatelli

Greice Scotton Locatelli

 



Editora-chefe do Grupo SERRANOSSA desde 2010, é formada em Comunicação Social - Habilitação Jornalismo, pela Unisinos, e tem na Língua Portuguesa e na Fotografia duas de suas maiores paixões.



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários publicados no portal.



Leia a Edição
IMPRESSA


Edição 677
14/09/2018 08:00:05
Edições Anteriores

Curta o SERRANOSSA