• Vinícola Garibaldi

Detentos do RS fabricam camas para a população atingida pelas enchentes

  • Vinícola Garibaldi

A produção dos itens ocorre nos espaços das unidades prisionais de Iraí e Canela, que possuem maquinário de marcenaria, com insumos doados por empresários e parceiros

Detentos do RS fabricam camas para a população atingida pelas enchentes
Foto: Divulgação/Susepe

Apenados dos presídios de Iraí e Canela iniciaram, na última semana, a fabricação de 135 camas de madeira que serão doadas para a população de regiões atingidas pelas enchentes. A produção dos itens ocorre nos espaços das duas unidades prisionais, que possuem maquinário de marcenaria, com insumos doados por empresários e parceiros.

Em Iraí, a meta é produzir 100 camas. As primeiras unidades foram entregues no dia 16 de maio a abrigos de Roca Sales e transportadas por empresários que apoiaram o projeto. Ao todo, quatro pessoas privadas de liberdade atuam na oficina, as quais foram selecionadas por já possuírem experiência prévia. O trabalho possibilita a remição da pena, conforme disposto na legislação.

Para a confecção das camas, são utilizados materiais como madeira, parafusos, pregos, lixadeiras e plainadeiras, doados por parceiros da região, que decidiram apoiar a iniciativa. Os apenados também confeccionaram 140 rodos, sendo que 100 já foram distribuídos, no início desta semana, para as cidades de Frederico Westphalen, Muçum e Roca Sales.

Em Canela, está sendo empregada a mão de obra de dois apenados, e as madeiras utilizadas são doadas por empresários de São Francisco de Paula. Das 35 camas produzidas, 17 já foram entregues, na quinta-feira (16), à Associação Caxiense de Esportes Náuticos, que as destinará à população atingida pelas enchentes.

Além dos presídios de Iraí e Canela, diversas outras unidades prisionais vêm atuando para fornecer materiais de higiene, como sabão, produzido pela Penitenciária Estadual de Bento Gonçalves; fraldas descartáveis, fabricadas pelo Presídio Estadual de Jaguarão; e absorventes, confeccionados pelo Presídio Regional de Caxias do Sul. Também se tem fornecido vários materiais essenciais, como abrigos para animais, pães aos desabrigados e voluntários, serviço de lavanderia, confecção de roupas de camas, dentre outros.