• Vinícola Garibaldi

Diante da estiagem, Bento pede auxílio do Estado para construção de açudes

  • Vinícola Garibaldi

Ofício para incluir Bento na primeira etapa do programa Avançar na Agropecuária foi enviado ao governo estadual na manhã desta segunda-feira, 24/01

O prefeito de Bento Gonçalves em exercício Amarildo Lucatelli esteve reunido nesta segunda-feira, 24/01, com o secretário de Desenvolvimento da Agricultura Volnei Christófoli e o geólogo Luiz Pinto para tratar sobre a estiagem no município. No dia 20 de janeiro, foi homologado pelo Governo do Estado o decreto de emergência na área rural devido à falta de chuva e às altas temperaturas que prejudicam a produção.

Na manhã desta segunda foi encaminhado para a secretaria estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) ofício para habilitação do município na primeira etapa do programa Avançar na agropecuária e no desenvolvimento rural- eixo estratégico Irriga + RS, visando à celebração de convênio que objetiva a construção de dez açudes, com dimensão aproximada de 1.600 m3 cada. Para essa finalidade, o Conselho Municipal da Agricultura, juntamente com escritório de EMATER local, ficará responsável pelo desenvolvimento dos projetos, bem como a seleção dos beneficiários.

O secretário Volnei destacou a importância do atendimento desta demanda “para que os produtores possam irrigar as áreas de plantio, garantindo a produtividade durante o ano todo, diminuindo as perdas em períodos de estiagem e contribuindo também com o desenvolvimento”, disse. Também foi solicitada à perfuração de um poço artesiano completo – bomba submersa, quadro de comando, e outorga de captação -, bem como a implantação de torre metálica com caixa d’água nas localidades de São Valentin, Vale Aurora, Distrito de Faria Lemos.

“Serão ações importantes neste período de estiagem, aliadas ao trabalho realizado pela secretaria de agricultura para minimizar os efeitos da falta de chuva. Precisamos estar com um trabalho intenso nas localidades”, destacou o prefeito em exercício. Agora, o próximo passo é a homologação dos projetos pelo Governo do Estado.