Dona e professora de creche são condenadas por abusos contra ao menos 19 crianças em SC

Elas foram condenadas por tortura física e psicológica contra crianças

Foto: NSC TV/Reprodução

A dona de uma creche particular de Florianópolis e uma professora que atuava no local foram condenadas por tortura física e psicológica contra crianças, maus-tratos e submissão de menor a situação de vexame e constrangimento. Os crimes ocorreram entre 2016 e 2022 e a condenação foi divulgada na terça-feira, 19/12.

Conforme o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), ao menos 19 crianças foram vítimas. Somadas, as penas alcançam 19 anos e três meses, entre reclusão e detenção. A decisão cabe recurso.

A dona da creche recebeu pena de nove anos e quatro meses de reclusão, em regime fechado, e nove anos, três meses e 17 dias de detenção, em regime semiaberto, pelos crimes de tortura, maus-tratos e submissão de crianças a vexame e constrangimento. A pena de reclusão deverá ser cumprida primeiramente, conforme o TJ.

Já a professora foi responsabilizada pelo crime de maus-tratos e teve pena fixada em oito meses e 26 dias de detenção, em regime inicialmente aberto.

As duas mulheres foram absolvidas do crime de lesões corporais, pelo qual também foram denunciadas.

Os crimes chegaram ao conhecimento das autoridades por conta de denúncias anônimas de outros profissionais da creche.

Um vídeo gravado no local chegou a flagrar o momento em que uma mulher abafa o choro de um bebê com um cobertor. As imagens ainda mostraram a profissional destampando o rosto da criança e a xingando.