• Ótica Debianchi Lente em Dobro
  • Envase
  • Naturepet Pharma
  • Vinícola Garibaldi

Ex-marido de Ana Hickmann teria desviado R$ 41,8 milhões de empresa conjunta

  • Debianchi
  • Naturepet Pharma
  • Vinícola Garibaldi
  • Posto Ravanello
  • Envase

As informações contidas no laudo emitido por empresa contratada pela defesa de Ana Hickmann foram apresentadas à Justiça

Foto: Redes sociais

Um laudo contratado pela defesa da apresentadora Ana Hickmann identificou que o ex dela, o empresário Alexandre Correa, teria transferido R$ 41,8 milhões da empresa Hickmann Serviços Ltda, para contas pessoais dele.

O documento, assinado pelo perito Cláudio Wagner, aponta que Correa teria manipulado a contabilidade da empresa falsificando a assinatura de Ana Hickmann e emitindo notas frias – documentos fiscais falsos. As informações foram divulgadas pela jornalista Monica Bergamo.

As informações contidas no documento foram apresentadas à Justiça pelo advogado de Ana Hickmann, Fernando José da Costa. Segundo a perícia, as transferências foram feitas “em desacordo com as práticas contábeis usuais”.

Conforme o documento, as transações constituem fraudes contábeis, pois “oculta na contabilidade os saques efetuados por Alexandre Bello Correa, assim como não evidência integralmente e de forma correta o débito dele junto a empresa referente aos respectivos saques. É uma verdadeira manipulação dos relatórios financeiros que acaba por enganar sócios e credores”

O que foi investigado?

Cláudio Wagner, perito contratado por Hickmann, levou em consideração extratos da empresa no banco Itaú entre os anos de 2018 e 2022 e encontrou 1423 transferências eletrônicas. A partir da análise, ele concluiu que R$ 41,8 milhões foram desviados da conta da Hickmann Serviços Ltda e teriam sido registrados como despesas da empresa.

Além disso, a perícia detectou que Correia teria emitido de forma continua notas fiscais frias. Wagner chegou a contatar empresas que foram indicadas como contratantes da Hickmann Serviços e elas teriam comprovado que não teriam feito negócios com o empreendimento de Alexandre Correa e Ana Hickmann. Conforme o laudo, 32 notas frias foram emitidas e somam cerca de R$ 4,9 milhões.

O documento também apontou que a Hickmann Serviços deve R$ 8,6 milhões em impostos federais e municipais.

Resposta

À coluna de Monica Bergamo, Enio Martins Murad afirmou que Ana Hickmann não conseguiu provar as acusações que tem feito contra Alexandre Correa. “Inclusive, Ana Hickmann foi quem abriu uma empresa laranja para desviar recursos das empresas”, afirmou o profissional.

Fonte: Rádio Itatiaia