• Vinícola Garibaldi

Governo relança programa Mais Médicos para o Brasil

  • Vinícola Garibaldi

Segundo o governo federal, as primeiras 5 mil vagas serão oferecidas ainda neste mês, via edital

Foto: TV Brasil/Reprodução

O governo federal anunciou, nesta segunda-feira, 20/03, a retomada do programa Mais Médicos para o Brasil, em cerimônia que ocorreu no Palácio do Planalto. Além do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), também esteve presente a ministra da Saúde, Nísia Trindade.

De acordo com o governo, o programa, que terá investimento de R$ 712 milhões neste ano, vai abrir 15 mil novas vagas na primeira etapa, para profissionais da saúde, sendo que as primeiras 5 mil vagas serão oferecidas ainda neste mês de março, via edital. Já as outras 10 mil vagas serão oferecidas em um formato que prevê contrapartida dos municípios.

Segundo o Ministério da Saúde, essa forma de contratação garante às prefeituras menor custo, maior agilidade na reposição dos profissionais e condições de permanência em localidades de extrema pobreza e com pouca assistência.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva comemorou a retomada do programa. “O nosso objetivo não é saber a nacionalidade do médico, mas a nacionalidade do paciente, que é um brasileiro que precisa de saúde”, defendeu.

Quem pode participar

Podem participar do programa Mais Médicos os profissionais brasileiros e intercambistas, brasileiros formados no exterior ou estrangeiros.

Médicos brasileiros formados no Brasil terão preferência na seleção. A participação deles no programa é de quatro anos, prorrogáveis por mais quatro

Para as médicas mulheres que se tornarem mães, haverá uma bolsa para completar o valor do auxílio do INSS durante o período de até seis meses da licença maternidade. Para médicos que se tornarem pais, será garantida licença de 20 dias com manutenção da bolsa.