• Vinícola Garibaldi
  • Naturepet Pharma
  • Envase
  • Debianchi
  • Posto Ravanello

Ícone fashionista, Iris Apfel morre aos 102 anos

  • Envase
  • Naturepet Pharma
  • Vinícola Garibaldi
  • Ótica Debianchi Lente em Dobro

A fashionista, conhecida pelo seu estilo maximalista, possuía mais de dois milhões de seguidores nas redes sociais. No Instagram, definia-se como “a adolescente viva mais velha do mundo”

Foto: Reprodução/@iris.apfel

Morreu, na sexta-feira, 1º/03, aos 102 anos, a fashionista Iris Apfel. A informação foi confirmada na conta oficial do Instagram da empresária, sem divulgar o motivo da morte.

Conforme informações do jornal britânico The Guardian, o publicista Stue Loser, porta-voz da designer, afirmou que a morte aconteceu de forma pacífica na residência dela, em Palm Beach, na Califórnia (Estados Unidos).

Nascida em agosto de 1921, Iris Apfel graduou-se em História da Arte aos 23 anos e logo começou a carreira como designer de interiores. Em 1950, quando já estava casada com Carl Apfel, ela criou uma empresa de tecelagem, trabalhando para uma base de clientes famosos. Carl morreu em 2015, aos cem anos.

A fashionista, conhecida pelo seu estilo maximalista, possuía mais de dois milhões de seguidores nas redes sociais. No Instagram, definia-se como “a adolescente viva mais velha do mundo”.

Iris se tornou um nome popular mundialmente quando recebeu, aos 84 anos, um convite para organizar uma exibição de joalheria no Metropolitan Museum of Art, nos Estados Unidos. Com peças do seu acervo pessoal, a exposição Rara Avis: Selections from the Iris Apfel Colection colocou seu nome nos holofotes. Foi o estilo irreverente que a manteve nesse lugar de prestígio ao longo dos anos. 

Seu estilo nada discreto foi interpretado por Nathalia Timberg na peça Através da Iris, que ficou em cartaz nos teatros brasileiros em 2019. Um documentário dirigido por Albert Maysles, exibido no Festival de Cinema de Nova York também contou a trajetória da fashionista.

Fonte: Donna