• Envase
  • Ótica Debianchi Lente em Dobro
  • Naturepet Pharma
  • Vinícola Garibaldi

Indiciado por homicídio marido de mulher que morreu após carro não parar sobre balsa

  • Naturepet Pharma
  • Debianchi
  • Posto Ravanello
  • Vinícola Garibaldi
  • Envase

O caso ocorreu em agosto de 2023, na cidade gaúcha de Mato Queimado

Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

A Polícia Civil indiciou por homicídio culposo – quando não há a intenção de matar – o marido de uma mulher que morreu após o carro onde estavam não parar sobre uma balsa e cair dentro de um rio em Mato Queimado, no Noroeste do Rio Grande do Sul. O acidente aconteceu em agosto de 2023.

Fabiana Oliveira, de 36 anos, era passageira do veículo, conduzido pelo marido. De acordo com o delegado Rogério Junges, responsável pela conclusão da investigação, o que aconteceu foi um acidente.

“[Ele foi] indiciado por homicídio culposo de trânsito agravado pela embriaguez. Teste apontou a ingestão de bebida alcoólica. Inicialmente, para testemunhas, ele disse que houve um problema mecânico. Estava bastante abalado. Ao ser interrogado, permaneceu em silêncio”, diz o delegado.

O Instituto-Geral de Perícias (IGP) atestou que não houve falhas mecânicas no carro.

O homem responde pelo crime em liberdade. Caso seja condenado, pode ser preso por até 8 anos.

Confira:

Relembre o caso

Fabiane Oliveira, de 36 anos, morreu após o carro em que estava não ter parado em cima de uma balsa e ter afundado em um rio na cidade de Mato Queimado, no Noroeste do Rio Grande do Sul.

O corpo dela foi localizado na água durante a manhã do dia 27 de agosto. De acordo com o Corpo de Bombeiros, Fabiane faria a travessia do Rio Ijuí com o marido, que dirigia o veículo, em direção a Guarani das Missões. Os bombeiros divulgaram que o acidente aconteceu por volta das 16h30 de sábado, 26 de agosto, na localidade de Passo das Violas, no interior do município. Câmeras de segurança registraram o que aconteceu.

Por meio das imagens, é possível ver o momento em que o carro avança em direção a balsa, ingressa na embarcação, mas, em vez de parar sobre ela, continua em movimento, atingindo o rio. Em alguns segundos, o veículo afunda.

*Com informações de g1 RS