• Vinícola Garibaldi

Indústria de Bento registra o maior volume de empregos formais em 10 anos

  • Vinícola Garibaldi

Dados do OECON do CIC-BG trazem panorama positivo considerando dados de fevereiro

Foto: Freepik

Com saldo positivo de 110 novos postos de empregos formais, e um acumulado de 535 nos dois primeiros meses do ano, 61,6% superior ao mesmo recorte de 2023, o setor industrial de Bento Gonçalves atingiu, em fevereiro o melhor desempenho histórico desde o início da série do Observatório da Economia (Oecon) do Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC-BG), em janeiro de 2020. Ao final de fevereiro, 19,7 mil pessoas estavam empregadas formalmente entre indústrias locais. O maior volume desde 2014, quando Bento Gonçalves teve 18,9 mil pessoas ocupadas no setor.

No segmento Industrial, conforme a pesquisa, os setores de Máquinas e Equipamentos (com saldo de 40 vagas), Móveis (38) e Produtos de Metal (30) puxaram a alta. Também houve resultado positivo em relação ao segmento de Serviços, com saldo positivo de 133 vagas, e um acumulado de 203. A Educação (66) foi o setor com melhor saldo entre todos os considerados pelo OECON.

“Os desempenhos positivos da Indústria, que atingiu o seu maior índice na série, e dos Serviços amorteceram a natural redução, depois de uma alta recorde, nos postos de trabalho no setor Agropecuário, vinculados à sazonalidade da colheita da uva”, explica o responsável pelo levantamento, Fabiano Larentis.

No cômputo geral, mesmo com uma redução de 73 postos de trabalho em relação a janeiro, o mercado de empregos segue muito aquecido em Bento Gonçalves. Com 49.709 pessoas empregadas, 2,3% superior ao fechamento de 2023, o município é o 7º com melhor desempenho no Rio Grande do Sul. Com um acumulado de 1.108 empregos de incremento entre janeiro e fevereiro, há uma alta de 126% em relação ao mesmo período de 2023. Muito acima dos percentuais do Brasil, 39%, e do Estado, 47%.

Depois de dois meses com volume recorde de pessoas empregadas formalmente em Bento Gonçalves, acima dos 49,7 mil empregos, Larentis aponta que a tendência é de que este volume retorne a patamares mais semelhantes aos dos últimos três meses de 2023. “Mantendo o ritmo de crescimento registrado desde agosto de 2021, a tendência é chegarmos a 49.591 empregos em março. Será preciso observar o comportamento do setor Agropecuário, pelas características de sazonalidade da safra da uva”, aponta.

Em fevereiro, a Agropecuária apresentou redução de 302 postos de trabalho, no saldo, em relação a janeiro. Deste volume, menos 240 vagas foram em Lavouras Permanentes, especialmente na produção de uvas. E também há reflexo no setor industrial de produção de Bebidas, que registrou redução de 36 postos de trabalho no saldo. Ainda assim, a Agropecuária tem um saldo positivo de 290 vagas no acumulado do ano e, somente em fevereiro, admitiu 966 pessoas, o maior volume de contratações formais em um ano.

Em relação aos registros de MEIs, fevereiro repete a tendência de janeiro, com leve baixa de 0,5% nos registros. Ainda assim, mantém-se a média de quatro empregos formais para cada MEI em Bento Gonçalves. São 12,4 mil MEIs ativas no município.

Fonte: Exata Comunicação