• Vinícola Garibaldi

Justiça manda soltar canoense Matheus Possebon, empresário de Alexandre Pires

  • Vinícola Garibaldi

Contudo, a Justiça impôs uma série de condições para que ele continue em liberdade

Foto: Reprodução/Redes sociais

O Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF-1) concedeu na noite de sexta-feira, 08/12, habeas corpus ao empresário do cantor Alexandre Pires, Matheus Possebon, natural de Canoas.

Possebon foi preso preventivamente pela Polícia Federal (PF) de Santos, no litoral de São Paulo, após desembarcar do cruzeiro temático do artista.

Possebon, outros empresários e garimpeiros são investigados por movimentarem R$ 250 milhões em transações com cassiterita — minério utilizado para a produção de tintas, plásticos e fungicida — extraída ilegalmente da Terra Indígena Yanomami, segundo a polícia.

Na decisão, a desembargadora Maria do Carmo Cardoso disse que existem “diversas situações fáticas que ainda merecem esclarecimentos” no que diz respeito à investigação.

Contudo, a Justiça impôs as seguintes condições para que Possebon continue em liberdade:

Comparecimento periódico em juízo para informar e justificar suas atividades; comparecer a todos os atos do processo e comunicar qualquer alteração de endereço.

Caso o empresário descumpra qualquer uma das medidas, a prisão preventiva poderá ser novamente decretada.