• Vinícola Garibaldi

Morre jovem de Garibaldi que teve 30% do corpo queimado por aparelho de fondue

  • Vinícola Garibaldi

Jaqueline é a quarta indígena a se formar em Direito pela Universidade Federal de Rio Grande e estava comemorando a formatura com a família quando o acidente ocorreu no sábado, 09/03

Foto: Arquivo pessoal

A jovem Jaqueline Tedesco, de 26 anos, não resistiu e veio a óbito na manhã desta sexta-feira, 15/03, na Santa Casa de Rio Grande, onde estava internada desde o último sábado, 09/03. Jaqueline teve 30% do corpo queimado após um incidente em restaurante de Rio Grande, quando comemorava sua formatura em Direito pela Universidade Federal de Rio Grande (FURG). Seu corpo será transladado para Garibaldi, onde acontecerá a cerimônia de despedida.

Jaqueline nasceu em Planalto e veio morar em Garibaldi com a família. Sábado, após a colação de grau, ela comemorava com a mãe, namorado, familiares e amigos em um restaurante de fondue da cidade.

O equipamento do fondue apagou e uma atendente foi restabelecer o fogo, momento em que surgiu uma grande chama que atingiu Jaqueline. Queixo, peito, braços e mãos foram queimados. Ela foi entubada, estava evoluindo bem e os médicos acreditavam que seria extubada ainda nesta sexta, mas a situação piorou e ela veio a óbito.

Jaqueline é a quarta indígena a se formar em Direito pela FURG, sendo a primeira mulher indígena a ocupar a coordenação-geral do Diretório Central de Estudantes da universidade.

Ela deixa os pais, Valdemor Tedesco e Joceli Morais, irmãos, namorado e amigos.

*Com informações de Rádio Garibaldi