• Vinícola Garibaldi

Morre mulher arremessada para cima ao ser atropelada no RS

  • Vinícola Garibaldi

A vítima ficou internada havia 25 dias na UTI da Santa Casa de Alegrete; o corpo dela foi sepultado no domingo, 17/03

Foto: Reprodução

Morreu, no sábado, 16/03, a mulher que foi atropelada enquanto caminhava por uma avenida de Alegrete, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, em 21 de fevereiro. Fátima Jussara Toscani Fernandes, de 62 anos, foi arremessada para cima ao ser atingida por um carro.

Fátima estava internada havia 25 dias na UTI da Santa Casa de Alegrete. O corpo dela foi sepultado no domingo, 17/03.

O motorista, que havia fugido do local da ocorrência sem prestar socorro, foi preso dois dias depois. No entanto, ele recebeu um habeas corpus na última terça-feira, 12/03, e responde pelo crime em liberdade.

Relembre o caso

A mulher caminhava em uma ciclovia, quando viu o carro indo em sua direção em alta velocidade. Ela chega a tentar subir no canteiro central, mas, sem sucesso, é atingida pelo automóvel e cai no chão. O carro seguiu em movimento, sem prestar socorro à pedestre, segundo a Polícia Civil.

A atropelada foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e encaminhada à Santa Casa de Alegrete, onde passou por uma cirurgia no joelho.

O veículo envolvido na ocorrência foi encontrado abandonado em uma rua do município no mesmo dia. O carro estava com danos visíveis no para-brisa e em um dos faróis. O motorista suspeito foi interrogado e preso temporariamente dois dias depois.

*Com informações de g1 RS