• Envase
  • Vinícola Garibaldi
  • Tacchini
  • Posto Ravanello
  • Debianchi
  • Naturepet Pharma

Motorista de Porsche de mais de R$ 1 milhão bate em Renault, mata condutor e foge

  • Naturepet Pharma
  • Envase
  • Tacchini
  • Vinícola Garibaldi

O caso é investigado incialmente pela polícia como homicídio culposo (sem intenção de matar) e lesão corporal culposa (sem intenção de machucar) na direção de veículo automotor, além de fuga de local de acidente

Foto: Rômulo D’Ávila/TV Globo

O motorista de um Porsche bateu na traseira de um Renault e matou o condutor do veículo, na madrugada deste domingo, 31/03, na Avenida Salim Farah Maluf, no Tatuapé, Zona Leste de São Paulo. De acordo com testemunhas, o veículo estava em velocidade acima do limite para a via, que é de 50 km/h.

Segundo o boletim de ocorrência do caso registrado na Polícia Civil, o motorista do Porsche, identificado como Fernando Sastre de Andrade Filho, de 24 anos, fugiu do local do acidente e é procurado. De acordo com a Polícia Militar (PM), que atendeu o caso, a mãe dele apareceu no local e disse que levaria o filho ao Hospital São Luiz do Ibirapuera, Zona Sul, porque o rapaz estava com um ferimento na boca.

Quando os policiais militares foram até ao hospital indicado pela mulher, para ouvir a versão do motorista do Porsche e fazer o teste do bafômetro e saber se ele estava dirigindo sob efeito de bebida alcoólica, não encontraram nenhum dos dois.

Os agentes da PM ainda contaram que perguntaram sobre eles na recepção do hospital, que negou que tivessem dado entrada no lugar. Além disso, os policiais disseram que tentaram falar por telefone com Fernando, a mãe dele e seu advogado, mas nenhum deles atendeu as ligações.

O condutor do Renault, Ornaldo da Silva Viana, de 52 anos, chegou a ser socorrido com quadro de parada cardiorrespiratória por uma ambulância do Corpo de Bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos e morreu ao dar entrada no Hospital Municipal do Tatuapé.

Ainda segundo o registro policial feito no 30º Distrito Policial (DP), Tatuapé, um outro rapaz, este de 22 anos, que estava no banco do carona do Porsche dirigido por Fernando, teria se ferido na colisão e foi levado numa ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para o Hospital São Luiz do Tatuapé.

Duas testemunhas da batida entre o Porsche e o Renault, um homem e uma mulher, contaram que estavam dentro de outro veículo, um Hyundai HB20, quando viram o carro de luxo fazer uma ultrapassagem em alta velocidade e perder “o controle, colidindo na traseira do automóvel” onde estava Ornaldo.

O caso é investigado incialmente pela polícia como homicídio culposo (sem intenção de matar) e lesão corporal culposa (sem intenção de machucar) na direção de veículo automotor, além de fuga de local de acidente.

Fonte: g1