• Vinícola Garibaldi

MUÇUM: toneladas de roupas doadas em setembro são perdidas em nova enchente

  • Vinícola Garibaldi

Calçados, cobertas, colchões e peças de vestuário enviados à prefeitura foram inutilizados por conta da água e da lama

Peças estavam em dois contêineres e um centro comunitário, atingidos pela enchente. Foto: Guilherme Almeida/Correio do Povo

Toneladas de roupas, calçados, cobertas e colchões doados à população de Muçum foram perdidas por conta da nova enchente que atingiu o Vale do Taquari no fim de semana.

As peças foram enviadas para a prefeitura após a cidade ter sido devastada pela cheia histórica de setembro e não haviam sido entregues às famílias desabrigadas.

Parte das peças estavam em dois contêineres que ficaram submersos com o novo transbordamento do Rio Taquari. Um deles está à margem da principal via de acesso ao município e o segundo em frente ao Centro Comunitário São José, um dos oito locais que concentram as doações. Além das estruturas de transporte, o prédio do centro comunitário também continha roupas que foram inutilizadas por conta da água e da lama.

De acordo com o prefeito de Muçum, Mateus Trojan, após a catástrofe climática de setembro, o município recebeu uma quantidade muito além da demanda e o excedente foi armazenado em oito pontos de distribuição à comunidade.

“Conseguimos retirar os alimentos, mas infelizmente não houve tempo para as roupas de lá (Centro Comunitário São José). A população está descontente com o que ocorreu, mas a água subiu muito rápido, e a prioridade passou a ser as pessoas que precisaram ser retiradas de suas casas”, explicou ao Correio do Povo.

Trojan afirma que os demais locais que armazenam os donativos não foram prejudicados e estão operando normalmente. O prefeito assegura que está em contato desde o início do mês com o Governo do Estado para que seja efetuado o recolhimento dos itens e destinados à outras cidades gaúchas.