• Vinícola Garibaldi

No Rio Grande do Sul, Bolsonaro gera alvoroço em visita a feira

  • Vinícola Garibaldi

O ex-presidente esteve na Expodireto Cotrijal, em Não-Me-Toque

Bolsonaro na Expodireto Cotrijal.
Foto: Maria Eduarda Fortes

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) passou como um tsunami pela Expodireto Cotrijal nesta terça-feira, 05/03. Em cerca de 40 minutos dentro do parque de exposições em Não-Me-Toque, o ex-presidente arrebatou uma multidão. O presidente da Cotrijal, Nei César Manica, que recebeu o ex-presidente na sede da cooperativa, disse que nunca viu tamanha comoção em 24 edições da feira.

Na área central da feira, simpatizantes se espremeram nas ruas para vê-lo. Em estandes próximos, simpatizantes escalaram máquinas agrícolas para obter a melhor visão, fotografar Bolsonaro, que passou no alto de uma caminhonete, ao lado do deputado federal Luciano Zucco (PL). A todo instante, crianças eram colocadas em seu colo para fotos.

O arrebatamento começou logo na chegada de Bolsonaro ao aeroporto de Passo Fundo. Protegido por cerca de 20 seguranças, o ex-presidente derrotado nas últimas eleições tomou o rumo de Não-Me-Toque em um Porshe, cercado por ruas apinhadas de fãs, segundo relatou o presidente do PL/RS, deputado federal Giovani Cherini.

Na Expodireto, a ansiedade tomava conta de admiradores horas antes de sua entrada no parque. Havia aglomeros no pórtico principal em frente a uma empresa de máquinas, onde correu o boato de que Bolsonaro faria um discurso, o que não se confirmou. Quando enfim surgiu no alto de uma caminhonete, vestindo jaqueta azul Bolsonaro foi ovacionado. Centenas de celulares se erguiam para registrar a passagem dele. Por repetidas vezes, a multidão entoava “Mito, mito” e “Lula, ladrão, teu lugar é na prisão”.

Na sede da Cotrijal, os canteiros de flores sucumbiram ao pisoteio de fãs. Quando Bolsonaro se aproximou da entrada da casa, os cerca de 20 homens que faziam a sua segurança abriram espaço com vigor em meio ao público emocionado.

“A Expodireto não vai ser mais a mesma depois disso”, disse Cherini a Manica. O prefeito de Chapecó (SC), João Rodrigues, aguardava a chegada de Bolsonaro e passou trabalho até conseguir entrar no espaço e se reunir por alguns instantes com a direção da Cotrijal.

Fonte: Correio do Povo