Camarote
11/07/2018 11:59:29, escrita por SERRANOSSA

Prova do MasterChef Profissionais tem espumantes brasileiros como protagonistas

Equilibrados, refrescantes e versáteis. Os espumantes brasileiros são reconhecidos no Brasil e no exterior por sua qualidade e características únicas, reverenciados pela crítica especializada e premiados mundialmente. Uma amostra da diversidade verde-amarela pôde ser conferida na noite da última terça-feira, dia 6, na prova de eliminação da quarta temporada de MasterChef Profissionais, exibido pela Band. A reprise pode ser assistida nesta sexta-feira, dia 9, às 20h30, pelo Discovery Home & Health, com reapresentação no canal por assinatura no domingo, dia 11, às 18h50.  

Considerado um dos programas de entretenimento mais prestigiados e com maior índice de audiência da televisão brasileira, o talent show desafiou seis competidores a elaborarem pratos que harmonizassem com espumantes de três vinícolas nacionais: Espumante Garibaldi Chardonnay, Salton Évidence e Casa Perini Moscatel. A trinca foi responsável por representar as regiões produtoras brasileiras e as mais de mil empresas existentes no país. Atualmente, cerca de 200 mil pessoas estão envolvidas com a cadeia da uva e do vinho no Brasil.   

Com articulação do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), a prova foi apresentada pela jornalista Ana Paula Padrão e avaliada pelos chefs-jurados Henrique Fogaça, Paola Carosella e Erick Jacquin, que elogiaram novamente a qualidade dos rótulos brasileiros.  Representando o Ibravin, o sommelier Maurício Roloff deu dicas gerais de harmonização aos competidores, mostrando que uma das grandes vantagens do Brasil é a elaboração de diferentes estilos de espumantes, o que possibilita maior versatilidade. As mais de 1,5 mil premiações internacionais conquistadas pelas borbulhas verde-amarelas na última década e as exportações brasileiras também foram lembradas pelo especialista. 

Além de Roloff, os representantes das vinícolas cotistas, Maiquel Vignatti, Luciana Salton e Franco Perini, retrataram a vitivinicultura nacional aos telespectadores do MasterChef. O trio apresentou os rótulos da prova aos competidores. 

“Estamos contentes, mais uma vez, com a repercussão do programa. Está sendo muito positivo para o setor, especialmente por ter sido veiculado em um ano histórico, onde tivemos uma das melhores safras da década e também pela proximidade com as festas de final de ano, o que tende a incentivar o consumo de espumantes”, analisa Oscar Ló, presidente do Ibravin. 

O episódio foi gravado neste segundo semestre, nos estúdios da emissora, em São Paulo (SP). Esta foi a segunda participação institucional do setor vitivinícola brasileiro no MasterChef, sendo a primeira na temporada Profissionais. Em abril de 2017, os rótulos nacionais foram tema de uma prova coletiva da quarta temporada da edição Amadores, gravada na Serra Gaúcha. Os cozinheiros elaboraram um menu completo para 80 convidados, que foram harmonizados com dois espumantes e um vinho tranquilo verde-amarelos. 
 



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários deixados pelos leitores e adverte que o conteúdo pode ser reproduzido em reportagens. O teor das mensagens está sujeito a moderação.



Curta o SERRANOSSA