Economia
19/10/2012 10:15:49, escrita por SERRANOSSA

Gasolina é até R$ 0,53 mais cara em Bento

Custos com aluguel, energia e salários justificariam discrepância com Porto Alegre

Segundo a última pesquisa divulgada pelo Procon de Bento Gonçalves, realizada em agosto, o preço médio da gasolina nos postos do município é de R$ 2,84 por litro. Um levantamento mais recente, realizado pelo  SERRANOSSA nesta semana, aponta que o valor sofreu uma ligeira alta, chegando a 2,844. Contudo, se o consumidor percorrer os cerca de 120 quilômetros que separam a Serra Gaúcha de Porto Alegre, o preço médio despenca para R$ 2,64 por litro. A diferença para encher o tanque de um veículo popular entre as duas cidades é de R$ 11,50. 

Esta discrepância de valores pode ser ainda maior. O preço mínimo do litro de gasolina praticado em Porto Alegre, de acordo com a última pesquisa semanal da Agência Nacional do Petróleo (ANP), é de R$ 2,57; o preço máximo em Bento Gonçalves é de R$ 3,10. Essa diferença tem incomodado os motoristas da região. O representante comercial Adair Heins, que viaja pelo menos duas vezes por semana até a região metropolitana, se disse indignado com os valores. “Não entendo por que, em regiões tão próximas, a diferença de preços chega a ser de R$ 0,50 por litro. Não é possível que isso passe despercebido pelos órgãos públicos”, contesta. 

O presidente do Sindipetro Serra, Paulo Tonolli, justificou que os custos de manutenção dos postos de combustíveis serranos são mais altos em relação aos da região metropolitana. “Os custos com aluguel e energia elétrica são mais elevados aqui. Além disso, o salário dos funcionários é pelo menos 15% maior na Serra. É o preço que pagamos por morarmos em uma região de pleno emprego, onde a concorrência por mão de obra é acirrada”, descreve.  

Tonolli também alegou que os postos de combustíveis da Serra compram a gasolina por preços acima dos praticados na região metropolitana.  Entretanto, conforme a pesquisa semanal da ANP, o valor médio do litro de gasolina comum cobrado pelas distribuidoras em Porto Alegre é de R$ 2,35 e o de Bento Gonçalves é um centavo maior, ou seja, R$ 2,36. “Na pesquisa pode até constar isso, mas eles recebem desconto no pagamento da fatura. Nós não”, justifica. 

Contudo, o presidente da Sindipetro Serra admitiu que a margem de lucro dos postos da Serra é maior. “Na região metropolitana os postos promovem uma guerra de preços e muitos deles contam com apoio das companhias para se manter no mercado. Aqui isso não acontece”, completa. 


Postos pesquisados

O levantamento do SERRANOSSA foi feito na última segunda-feira, dia 15, em 16 postos de combustíveis de Bento Gonçalves das bandeiras BR, Charrua, Ipiranga, Megapetro, RodOil, Serra Gaúcha e Shell, tanto na área central quanto nos bairros. O menor preço encontrado pela reportagem foi de R$ 2,79 o litro da gasolina comum e R$ 3,159 o de aditivada.

Rumos distintos

O preço médio do litro da gasolina na Serra Gaúcha e na região Metropolitana estão tomando rumos diferentes. Enquanto em Bento Gonçalves a pesquisa do Procon aponta um aumento de 7% para os motoristas entre agosto de 2011 e o mesmo mês de 2012, Porto Alegre diminuiu o valor em pelo menos 6% no mesmo período.


Reportagem: Alexandre Brusa


Siga o SERRANOSSA!

Twitter: @SERRANOSSA

Facebook: Grupo SERRANOSSA




Curta o SERRANOSSA