Economia
03/06/2013 10:27:16, escrita por SERRANOSSA

RS lidera exportações de móveis

Estado segue liderando a participação nas vendas internacionais do Brasil

A meta do setor moveleiro gaúcho de recuperar o espaço perdido no mercado internacional nos últimos anos já apresenta resultados positivos. Depois de ser o único estado brasileiro que obteve crescimento no segmento em 2012, o Rio Grande do Sul continua no topo do ranking dos estados brasileiros que mais exportam, segundo dados levantados em janeiro deste ano. Os móveis gaúchos tiveram 26,6% de participação nas vendas internacionais do Brasil. 

Apesar da expressividade em relação aos outros estados, no comparativo com o mesmo período em 2012, o estado registrou queda de 7,9%. A diminuição acompanha o ritmo mais lento do país: foram US$ 44.562.856 exportados, ou seja, 2,8% a menos em relação a janeiro do último ano. 

O principal destino dos móveis brasileiros continua sendo a Argentina, seguida por Estados Unidos e Reino Unido. Já o mobiliário gaúcho tem a preferência dos uruguaios, ingleses, chilenos e colombianos – somente a Colômbia aumentou sua participação nas exportações em mais de 100%, se comparado ao desempenho do ano passado. 

Apesar do cenário apreensivo, as expectativas do setor são positivas, segundo o presidente da Associação das Indústrias de Móveis do Estado do Rio Grande do Sul (Movergs), Ivo Cansan. “O início deste ano está sendo dificultado pelo momento econômico mundial, com recessão na Europa e dificuldade nos EUA, o que tem impacto na economia global. Temos, ainda, acréscimo nos custos internos: aumento do preço de painéis e ferragens, de despesas com mão de obra, dificuldades com a logística, taxação nas importações, entraves de liberações automáticas para importações de insumos, muitas vezes exigidos pelo próprio importador. Aliado a isso, a queda na taxa cambial das últimas semanas tem preocupado também os exportadores, mas temos certeza que em 2013 recuperaremos parte da perda que tivemos ao longo dos últimos anos”.


É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização expressa do Grupo SERRANOSSA.


Siga o SERRANOSSA!

Twitter: @SERRANOSSA

Facebook: Grupo SERRANOSSA


O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários publicados no portal.




Curta o SERRANOSSA