Economia
16/01/2019 14:40:50, escrita por SERRANOSSA

Inadimplência bento-gonçalvense cresce 14% em 2018

 Os números divulgados pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Bento Gonçalves sobre a inadimplência no município são expressivos. Em 2018, os registros lançados no SPC somam R$ 12.850.188 em dívidas. Se comparado com 2017, o crescimento é de 14% – já que naquele ano o endividamento dos bento-gonçalvenses era de R$ 11.269.781,99. 

É verdade que o montante da dívida aumentou. Mas o número de devedores, considerando as pessoas físicas no SPC, pelo contrário, retrocedeu 3,9%. Porém, o valor da dívida pela qual esse grupo responde cresceu 6,08% (no comparativo de 2018 com 2017). “Isso nos permite afirmar que menos pessoas estão devendo mais, valores maiores”, destaca o presidente da entidade, Marcos Carbone. Refinando a observação dos indicadores é possível perceber que, em 56,47% dos casos, as dívidas têm o ticket médio de até R$ 250. Em 24,10% deles, a inadimplência ocorre em compras com valores superiores aos R$ 500. “Nota-se que o consumidor deixa de pagar aquelas contas com valor da parcela mais alto. Esse comportamento deve ser levado em consideração pelo lojista no momento de avaliar a concessão de crédito”, destaca o presidente.

Prova disso é que o número de registros de cheques no SPC caiu 15% no comparativo de 2018 com 2017 – sinal de que os lojistas estão mais criteriosos na hora de aceitar esse tipo de pagamento. “Consultado previamente o banco de dados do SPC Brasil, o comércio se previne de muitos casos de inadimplência, e busca constru