Economia
19/02/2021 09:52:47, escrita por SERRANOSSA

2020 fecha com 83% dos brasileiros endividados

Pesquisa realizada pelo SCPC Boa Vista mostra pequeno recuo em relação aos seis primeiros meses do ano passado

Desde o segundo semestre de 2019, o percentual de consumidores endividados vem recuando gradativamente no país. De 89% de julho a dezembro de 2019, passou para 87% no primeiro semestre do ano passado, chegando a 83% no último semestre de 2020. Os dados são do SCPC Boa Vista, representado pelo Sindilojas Regional Bento, empresa que aplica inteligência analítica na transformação de informações para a tomada de decisões em concessão de crédito e negócios em geral.

A pesquisa, com mais de 1,4 mil consumidores de todo o país, também mostra que apenas entre os consumidores adimplentes, 74% se declaram endividados no período de julho a dezembro do ano passado, contra 77% e 80% nos respectivos semestres anteriores. Apesar de menor, entre os inadimplentes, também houve recuo: 96% se declaram endividados, contra 97% e 98% nos semestres imediatamente anteriores. Outro dado que aparece no estudo é o número total de compromissos financeiros assumidos pelo consumidor geral, que também caiu para 51% dos consumidores. Entre os adimplentes, ainda mais, para 59%, enquanto no caso dos inadimplentes, 40% afirmam que o número total de dívidas também caiu.

A pesquisa constatou que o percentual de consumidores que precisou comprometer mais da metade da renda para pagar seus compromissos diminuiu para 47% nos últimos seis meses do ano passado ante 52% no semestre anterior e 49% no mesmo semestre de 2019. Considerando apenas inadimplentes, 57% contra 60% no primeiro semestre de 2020, e 68% no segundo semestre de 2019.

A investigação mostrou que a percepção da dificuldade para pagar as contas diminuiu. De junho a dezembro de 2020, 54% dos consumidores alegaram ter dificuldade contra 61% no semestre anterior e 64% no último semestre de 2019. Entre os adimplentes esta taxa cai para 39%.

A Boa Vista aproveitou para saber como estes consumidores veem a situação financeira. Do total de entrevistas, 38% veem melhora no segundo semestre de 2020 em relação ao mesmo período de 2019. Já 29% percebem que a situação financeira se manteve igual e para 33% piorou. Entre os adimplentes, esses números são de 44%, 28% e 28%, respectivamente. Já entre os inadimplentes, 40% acredita na piora. Para 2021, 91% está otimista, sendo 88% dos adimplentes e 94% dos inadimplentes. O presidente do Sindilojas Regional Bento, Daniel Amadio, destaca que o auxílio emergencial e a cautela do consumidor, evitando assumir novas dívidas, explicam a redução da inadimplência.




Curta o SERRANOSSA