Economia
24/03/2021 09:04:54, escrita por SERRANOSSA

Prefeitura de Bento detalha recursos recebidos para combate à COVID-19

A prefeitura de Bento Gonçalves divulgou na terça-feira, 23/03, o detalhamento dos recursos encaminhados ao município para combate à COVID-19 em 2020. No total foram recebidos R$ 48.289.505,57, referentes a diferentes tipos de destinações, que representa , inclusive de transferências constitucionais obrigatórias.

Os repasses a Bento Gonçalves foram divididos em cinco categorias:

- recursos para ações de enfrentamento à Covid-19 (vinculados), no total de R$ 27.738.156,20 (17,69% sobre o total de recursos destinados à saúde e 7,78% sobre o total das transferências correntes);

- apoio Financeiro aos Municípios, repasse do Governo Federal, no total de R$ 3.492.292,98 (0,98% sobre o total das transferências correntes);

- compensação de perdas de receitas (recursos não vinculados - LC 173/20), no valor de R$ 15.718.878,14 (4,41% sobre o total das transferências correntes);

- recursos para o setor cultural (vinculados - Lei Aldir Blanc), que totalizaram R$ 821.613,25, sendo 138 projetos contemplados, representando 0,23% do total das transferências correntes;

- recursos para a Assistência Social - Cadastro Único, MP 953, Portaria 369, totalizando R$ 518.565,00, representando 0,15% do total de transferências correntes.

"Todos dados e informações estão disponíveis nos Portais da Transparência, mas é importante que possamos esclarecer algumas dúvidas que surgem, principalmente com postagens na internet. Um dos pontos de equívoco é sobre os repasses feitos por conta das perdas de arrecadação dos Estados e dos Municípios, suportados pela Lei Complementar 173 que destinou recursos no montante de R$ 15.718.878,14 como recursos não vinculados à Covid e sim para a mitigação dos efeitos econômicos da Covid-19.", destaca a Secretária de Finanças, Elisiane Schenatto. 

 

Conforme expressamente previsto no Art. 5º, inciso II, a parcela repassada pela União não possui vinculação impositiva a qualquer das ações/políticas públicas municipais. Ressalta-se que não houve a fixação de percentuais para aplicação dos recursos destinados às ações de saúde e de assistência social. Os valores de livre vinculação foram repassados a fim de mitigar os efeitos da queda de arrecadação provocados pela Pandemia. Sendo aplicados prioritariamente nas áreas de saúde, segurança, assistência social, cultura, desenvolvimento econômico, administração geral e educação.

 

Recursos da área da saúde

Em relação aos repasses vinculados, os valores relacionados à Saúde foram aplicados no combate ao coronavírus.  No total, foram recebidos R$ 27.738.156,20 de recursos federais, estaduais, emendas parlamentares, entre outros, além de R$ 1.746.168,40 da LC 173/20.

 

Do valor recebido, está sendo repassado ao Hospital Tacchini o valor de R$ 10.842.800,64, sendo R$ 935.000,00 de Emendas Parlamentares Federais e R$ 190.000,00 de Emenda Estadual (ou seja recursos enviados através dos Senadores e Deputados). O restante foi aplicado na aquisição de equipamentos de proteção, materiais de limpeza, higienização hospitalar, compra de insumos, medicamentos, locação da tenda do ambulatório fast track, terceirização de serviços, manutenção e ampliação do quadro de profissionais, além de outros materiais diversos.  

 

No valor também estão incluídas doações realizadas para o combate à Covid - 19 do Poder Judiciário (R$ 127.000,00), TRF-4 (R$ 50.000,00), TAC (R$ 15.187,50), convênio dos Municípios de Santa Tereza (R$ 50.000,00), Monte Belo do Sul (R$ 50.000,00) e Pinto Bandeira (R$ 50.000,00), que foram destinados ao Hospital Tacchini e da Associação Médica de Bento Gonçalves (R$ 52.453,83) utilizados para compra de testes, na compra de equipamentos de proteção individual e para aumento da capacidade instalada.

 

Conforme a secretária de Saúde, Tatiane Misturini Fiorio referente aos recursos é "importante salientar que tínhamos uma média de consumo tanto na parte de insumos, medicamentos, e equipamentos de proteção. Quando nós entramos nesta situação, e começamos fazer o enfrentamento da pandemia a utilização aumentou, duas até três vezes o quantitativo que antes tínhamos como média. Gastamos uma quantidade maior de medicamentos, insumos e sem contar aquisições de equipamentos novos para atendimento dos pacientes, além de que, os valores foram elevados em muito neste período. Tivemos aumento do consumo, e com elevação de preços destes insumos".

 

Importante salientar que os recursos foram encaminhados em 2020, neste ano grande parte destas estruturas estão sendo custeadas com recursos do próprio município.        




Curta o SERRANOSSA