Esporte
18/01/2019 14:09:06, escrita por SERRANOSSA

Atletas de Bento Gonçalves estarão na Copa América de Downhill 

Os atletas bento-gonçalvenses de downhill Lucas Bertol e Douglas Dal Ponte irão disputar a Copa América de Downhill 4x de 2019, que ocorre a partir desta sexta-feira, dia 18, em São Roque-SP. Os ciclistas da Associação Downhill do Vinho (ADHV) estarão entre os 120 competidores, dentre eles brasileiros e destaques do exterior, na briga pelo título da competição. A final será transmitida para todo país no domingo, dia 20, a partir das 9h15, no Esporte Espetacular.

O trajeto que promete grandes emoções foi montado no Ski Mountain Park, na cidade paulista. A Copa América tem um formato significativamente distinto das competições estaduais e nacionais de downhill. Durante o sábado, dia 19, será realizada a fase classificatória, na qual serão duas tomadas de tempo (descidas individuais) que irão definir os 24 melhores que avançarão à fase final, junto com os oito atletas convidados. No domingo, dia 20, serão formadas as baterias de quatro pilotos por vez, passando os dois primeiros até chegar a final. 

O atleta de Bento Lucas Bertol já tem uma significativa experiência na competição. Lucas esteve presente na competição nas últimas duas edições, conseguindo chegar até a semifinal de sua categoria. O bento-gonçalvense, que coleciona títulos estaduais, conquistou o seu terceiro título brasileiro em 2018, garantindo vaga na Copa América. "É uma competição diferente do que estamos acostumados a andar e o nível dos pilotos é bem alto. Neste ano o meu objetivo é chegar até a final e tentar a vitória", ressalta Lucas Bertol. 

Já o atleta Douglas Dal Ponte disputará a competição pela primeira vez em sua carreira. O atleta, que foi um dos destaques no Campeonato Gaúcho de Downhill de 2018 e é uma das promessas da modalidade, ficou com o 2º lugar na competição estadual deste ano pela categoria Sub-23. 

O integrante da equipe da ADHV, em sua primeira participação na Copa América, almeja chegar entre os 32 melhores tempos da competição. "A expectativa é tentar classificar entre os 32 melhores tempos. Sei que é difícil por estar disputando com os melhores do Brasil, além dos gringos. A pista é totalmente diferente das provas que frequento, mas tentarei treinar bem para andar entres as lendas", explica Douglas.
 



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários deixados pelos leitores e adverte que o conteúdo pode ser reproduzido em reportagens. O teor das mensagens está sujeito a moderação.



Curta o SERRANOSSA