Esporte
23/10/2019 20:15:03, escrita por SERRANOSSA

Campeã paralímpica Marieke Vervoort morre aos 40 anos por meio de eutanásia

A atleta belga Marieke Vervoort morreu na última terça-feira, dia 22, por meio de eutanásia, depois de lutar contra uma doença muscular degenerativa.

A velocista de cadeira de rodas, que ganhou ouro nos Jogos Olímpicos de Londres em 2012 e medalha de prata no Rio de Janeiro em 2016, sofria de tetraplegia degenerativa, que causava dor constante, convulsões e paralisia nas pernas.


Desde 2008, ela já havia concedido autorizações para que médicos encerrassem sua vida em algum momento de sua escolha. A eutanásia é legalizada na Bélgica desde 2012, para todos que exibem uma condição incurável, dor intolerável, mas com capacidade racional de tomada de decisão e o consentimento de dois médicos.


Em sua última postagem no Instagram, há cinco dias, ela postou uma foto com a seguinte legenda:  "Não podemos esquecer as boas lembranças".

 

 

 



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários deixados pelos leitores e adverte que o conteúdo pode ser reproduzido em reportagens. O teor das mensagens está sujeito a moderação.



Curta o SERRANOSSA