Geral
18/03/2011 16:51:07, escrita por SERRANOSSA

Comunidade Terapêutica abre as portas em Bento

Neste sábado, 19 de março, inaugura em Bento Gonçalves um centro de atendimento ao dependente químico. A Comunidade Terapêutica ganhou forma com recursos fornecidos pelo Poder Público e apoio da sociedade civil, empresarial, além da Associação Vida Livre. A sede é localizada no Passo Velho no distrito de Tuiuty e é um projeto inédito no estado e possivelmente no Brasil.

Com 32 leitos divididos em 16 quartos, a comunidade terapêutica está pronta para receber homens dependentes químicos de, no mínimo, 18 anos, para tratamento e reabilitação. A construção da sede, baseada nas normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), custou cerca de R$ 500 mil e conta com sala de grupo, sala médica, administrativa, enfermagem, cozinha industrial, refeitório, lavanderia, banheiros de acordo com o número de leitos e centro ecumênico, além de acessos adaptados para portadores de deficiência física.

O atendimento será exclusivo para moradores do município, mediante triagem através do Caps-AD, mas somente para quem manifestar desejo para o tratamento. Hoje o Caps-AD atende, em média, 560 dependentes químicos. “Os encaminhamentos deverão acontecer primeiro pela necessidade e depois pela motivação do paciente”, complementa o psiquiatra. Todas as ações desenvolvidas são importantes para a leitura da drogadição no município. O último levantamento foi realizado em 1999. Neste ano será possível verificar novamente como estão os casos de dependência química em Bento Gonçalves.

Os moradores de Bento Gonçalves que necessitarem de informações sobre a Comunidade Terapêutica devem entrar em contato com o Caps-AD, que funciona na rua Góes Monteiro, 255, bairro São Francisco, próximo à praça Coronel Carvalho Júnior. Informações também podem ser obtidas pelo telefone 3052 0114.

 

Siga o SerraNossa!

Twitter: http://www.twitter.com/serranossa

Facebook: Jornal SerraNossa

Orkut: http://www.orkut.com.br



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários deixados pelos leitores e adverte que o conteúdo pode ser reproduzido em reportagens. O teor das mensagens está sujeito a moderação.



Curta o SERRANOSSA