Geral
28/05/2018 09:14:56, escrita por SERRANOSSA

Paralisação tem impacto também na Educação

Algumas escolas e universidades suspenderam as aulas nesta segunda-feira, dia 28, em razão da greve dos caminhoneiros. Pesaram para a decisão fatores como a falta de gasolina nos postos, redução dos horários para circulação de ônibus urbanos e suspensão de transporte universitário em cidades da região. 

Rede municipal

As aulas na rede municipal estão mantidas em Bento Gonçalves, Carlos Barbosa e Garibaldi. 

Rede estadual

No final da tarde deste domingo, dia 27, a secretaria Estadual de Educação (Seduc) orientou as Coordenadorias Regionais de Educação (CREs) a suspenderem as aulas. Entretanto, conforme a 16ª CRE, com sede em Bento Gonçalves e que atende 25 municípios da região, nem todas as escolas da rede estão sem aulas. 

Conforme a coordenadora –adjunta, Margarete Bottega Tomasini, nos locais onde os alunos são da comunidade e não dependem de transporte – como a Escola Imaculada Conceição – as atividades estão mantidas para esta segunda-feira. Em outras, onde professores e alunos dependem de vans para o deslocamento, as direções optaram pela suspensão das aulas e ficaram encarregadas de comunicar os estudantes. O levantamento completo será feito ao longo do dia. As aulas serão recuperadas em data a ser divulgado posteriormente. 

As escolas onde há cessão de uso  de salas para o município estarão abertas normalmente para estes alunos, uma vez que a rede municipal manteve o calendário de aulas. 

Ensino Superior

Nesta segunda-feira, dia 28, as aulas estão suspensas nos seguintes locais: UCS, IFRS, FSG, Uergs, Grupo Uniftec, Unisinos, Feevale e Univates. 
 




Curta o SERRANOSSA