Geral
01/11/2019 11:53:44, escrita por Raquel Konrad

Líderes de Bento e região projetam 2019

O SERRANOSSA ouviu presidentes de entidades de diversos setores para uma avaliação de 2018 e para saber o que eles esperam deste ano. Confira:

 

“A retomada do setor moveleiro é um processo que seguirá se desenrolando nos próximos meses. Os desafios são enormes e há muito trabalho a ser realizado pelas empresas e pelo Sindmóveis, enquanto articulador político e estratégico do setor. Eles dizem respeito, principalmente, à sinergia entre as pontas da cadeia: da fábrica até o consumidor, passando pelo varejo – e as tecnologias envolvidas nos modelos atuais de consumo. O próximo ano começa com a posse da 18ª diretoria frente à entidade, em um momento que todos esperam que seja de retomada para o setor moveleiro e contando com uma gestão jovem, liderada pelo empresário Vinicius Benini. Certamente, todas as ações dessa nova diretoria serão no sentido de ampliar a representatividade e os interesses do polo moveleiro, valorizando o associativismo que o Sindmóveis construiu em sua história de 41 anos. O que projetamos para o próximo ano é um índice bastante realista e que acompanha a atividade industrial brasileira: um crescimento nominal de 2,5% para as empresas do polo moveleiro de Bento Gonçalves.” 

Edson Pelicioli, presidente do Sindmóveis no biênio 2017/2018.

 

 


 

“Os empresários do setor estão mais confiantes e otimistas em relação ao próximo ano. Novas propostas políticas nos trazem confiança e gera a expectativa de um 2019 muito melhor. Ainda há cautela nos investimentos, mas com perspectivas de crescimento e novos empreendimentos. A expectativa é que os juros baixem a fim de facilitar o crédito e acesso aos financiamentos por bancos públicos ou privados, fazendo com que o consumo aumente.
Segundo o Censo Imobiliário, em 2018 foi identificado um crescimento, passando de 523 para 737 unidades vendidas. Também tivemos um aumento no número de admissões em outubro deste ano: foram 1.118 contra 867 demissões, ficando o saldo positivo de 251 contratações em Bento Gonçalves no setor de construção civil. Em resumo, estamos com ótimas expectativas de retomada da economia e da confiança para realizar novos e melhores investimentos.”

Adriano De Bacco, presidente da Ascon Vinhedos



 


 

“2019 será um divisor de águas. Acredito que iniciaremos a superação de uma das crises mais longas que vivemos no Brasil. Empresários da gastronomia, hotelaria, bares e casas noturnas nestes últimos anos se reinventaram para evitar demissões ou fechar as portas. Mesmo com as perdas, o setor de serviços foi o que melhor se ajustou a esse período de turbulência econômica e política. Assim, no primeiro semestre de 2019, apostamos em um acréscimo de 5% no faturamento, considerando o fluxo de turistas e da comunidade regional. Em 2019, além de seguir readequando a entidade a nova realidade, iniciamos com a efetivação do Departamento de Relações com Mercado, núcleo responsável por negociações coletivas com fornecedores e busca de vantagens para os empresários das categorias que representamos. Em Bento, o ano inicia também com a realização do tradicional Jantar sob as Estrelas que acontece em 15 de fevereiro na rua Herny Hugo Dreher e avenida Planalto, envolvendo mais de 40 empreendimentos.”

Vicente Perini Filho, presidente do Sindicato Empresarial 
de Gastronomia e Hotelaria região Uva e Vinho (SEGH)

 

 


 

“Para 2019 vamos dar continuidade às ações exitosas e buscar novos projetos elencados em nosso planejamento estratégico. Abrimos espaço para a comunidade, que nos demandou o que espera da entidade e nossa diretoria está transformando isso em ações. O projeto #SOUSINDI para Crescer promete qualificar as pessoas que fazem parte do comércio, sempre objetivando despertar no público a necessidade da atualização e da modernização, pois a velocidade das mudanças é cada vez maior. No que diz respeito a desafios, nossa busca incessante é pela autossustentabilidade. Para isso, seguimos fortalecendo nosso quadro social, oferecendo mais produtos e serviços, negociando a convenção coletiva ajustada à nova CLT e buscando maior representatividade da entidade Sindilojas nos 11 municípios da base. Em relação ao novo governo, esperamos crescimento econômico. Modernização do governo com uma reforma tributária e previdenciária, essenciais para o equilíbrio das contas públicas. Cobrar ações de combate à informalidade tanto na esfera federal quanto estadual. Se conseguirmos inibir essa prática, nossos representados poderão trabalhar com mais tranquilidade e em igualdade de condições, proporcionando uma concorrência saudável”.

Daniel Amadio, presidente do Sindilojas Regional Bento 
e vice-presidente da Fecomércio-RS



 


 

“Consequência de um trabalho sólido de planejamento, o ano de 2018 trouxe ótimos resultados para a Fundaparque. A começar pelos eventos: duas feiras inéditas ocorreram no Parque de Eventos, a TranspoSul e a Wine South America – ambas já agendadas também para 2019, em junho e em setembro, respectivamente. Além disso, neste ano os pavilhões receberam o Congresso de Transformação Digital e shows como o de Nando Reis, comprovando a versatilidade dos espaços. Ao todo, o complexo recebeu 42 eventos em 2018 – sendo 14 de negócios –, nove a mais do que o previsto, ou seja, 27% superior à meta. Para 2019, o plano é repetir essa performance – mais da metade da meta está cumprida, com a confirmação dos 28 eventos captados até o dia 30 de novembro. Em 2017 e 2018, os investimentos da Fundaparque no complexo somaram R$ 713, 7 mil, com melhorias no PPCI, na estrutura do Ibravin – contíguo ao Parque de Eventos. São conquistas que nos motivam a seguir trabalhando para manter o Parque de Eventos de Bento Gonçalves na condição de referência nacional”.

Sílvio Sandrin, presidente da Fundaparque

 

 



“Mesmo com o ano de 2018 apresentando modesto crescimento, houve investimentos para que tenhamos oportunidades, nos próximos anos, de resgatar o sucesso que o setor sempre demonstrou. 2019 nos releva expectativa positiva, talvez muito mais a partir do segundo semestre, visto que os primeiros meses do ano ainda serão de ajustes da economia e da política, decisivos para o sucesso do país. O design do móvel brasileiro está muito próximo de tendências lançadas em outros países, o que comprova que nossos produtos passaram a ser bem quistos e posicionados, fator extremamente relevante. Estamos otimistas e começaremos o ano de forma intensa com os preparativos para FIMMA Brasil. Faremos uma excelente feira com muitas novidades. Nessa 14ª edição trabalharemos com o conceito da diferenciação, apresentando o máximo de informações, tendências, inovações para deixarmos nossas indústrias tão preparadas quanto as melhores marcas do mundo.”

Rogério Francio, presidente interino da Associação das Indústrias de Móveis do Estado do Rio Grande do Sul (Movergs)

 


 


 

“O ano de 2018 foi de muita luta para o movimento sindical. Diversas proposições de reforma do Governo tentaram enfraquecer as entidades sindicais e retirar seus poderes de representação do trabalhador, da mesma forma que supriram direitos históricos legalmente conquistados em favor dos profissionais. Nosso trabalho de vigilância só aumentou, procurando ficar ao lado do trabalhador e defende-lo contra abusos e práticas que ferem o bom equilibro entre empregado e empregador. O Stimmme-BG se reestruturou para continuar garantindo aos associados benefícios importantes como atendimentos médicos, odontológicos, jurídicos e previdenciários, bem como mantendo sua estrutura de lazer com a Sede Campestre, sempre atendo à qualidade de vida da família metalúrgica. Em 2019, nosso desafio de fortalecimento junto ao trabalhador continua renovado”

Elvio de Lima, presidente do Stimmme-BG 

 

 


 

“A avaliação que a Câmara dos Dirigentes Lojistas faz de 2018 é otimista, considerando os cada vez mais sólidos sinais de recuperação da economia, e principalmente do nível de confiança do consumidor. Graças a muito trabalho e a uma louvável capacidade empreendedora e inovadora, os empresários do setor encontraram alternativas para reagir e se posicionar mesmo em meio aos períodos de adversidades – que felizmente vão ficando para trás. Reforçando o compromisso de oferecer aos associados ferramentas para fomentar resultados, promovemos atividades – de qualificação e geração de oportunidades de relacionamento e negócios – nas mais diversas áreas, com destaque para ações como o Liquida Bento, Armazém das Pontas, o Noite Iluminada e a campanha Bento Natal Premiado, que teve distribuição recorde de 500 mil cupons neste ano. Cumprindo integralmente nosso papel como entidade representativa, manteremos, junto aos Poderes Públicos constituídos, a cobrança pelo atendimento a demandas que consideramos cruciais para o desenvolvimento destes setores tão importantes para a nossa economia. Em 2019, ano que assinala o aniversário do cinquentenário da CDL-BG, certamente teremos novidades tanto para rememorar essa trajetória emblemática da entidade quanto para alicerçar os passos de um futuro promissor para o comércio local.”

Marcos Carbone, presidente da CDL-BG

 

 


 

“Para 2019 esperamos um crescimento no cenário econômico, de renda e emprego, portanto com maiores possibilidades na educação profissional. No cenário social prevemos uma expansão nas demandas do entretenimento e turismo, necessidades de produtos e serviços desenvolvidos para o público da melhor idade. Teremos novos desafios nas gestões das empresas, nesse sentido devemos estar preparados para ambientes com pessoas de diferentes etnias, idades, gêneros e origens. Será preciso apostar no trabalho criativo e na diversidade de ideias da equipe. O cenário tecnológico nos exigirá agilidade para resolução nos problemas, portanto a educação precisará acompanhar esses desafios: experiências de aprendizado; alfabetização digital; projetos organizacionais alinhados ao futuro do trabalho; equidade digital, entre outras evoluções que deveremos estar preparados. Ou seja, educação muda vidas, e para 2019 eu acredito que a educação possa ajudar a melhorar o país” 

Rosângela Jardim, diretora do Senac Bento Gonçalves.

 


 

“Avalio 2018 de maneira positiva. Pois nas dificuldades é que tiramos as melhores lições e aprendizados. Entendo que foi um ano difícil, ainda estamos nos recuperando da recessão e também passamos por um processo eleitoral turbulento. Mas foi um ano de superação e de retomada da esperança, que nos permitiu crescer profissionalmente e como sociedade. O CIC-BG obteve êxito na condição de entidade que protagoniza ações em prol de sua sociedade. Atuamos muito de maneira política, engajados socialmente. Trabalhamos com entidades parceiras para que nossa região seja bem assistida e nossas demandas sejam vistas pelos governos como prioritárias e necessárias, pois somos uma das regiões que mais contribuem com a riqueza deste Estado. Estivemos à frente de nossos associados para estimular seu envolvimento político, já que só assim vamos conseguir mudar nosso país; trouxemos a maior festa deste município de volta e junto a outras entidades tenho certeza que faremos, em 2019, uma Fenavinho à altura de sua história, ao lado de outra grande marca de nosso município, a ExpoBento; empenhamo-nos muito para reunir a cidade em torno do Bento+20, para pensar, discutir e projetar a Bento que queremos nos próximos 20 anos, um excelente trabalho coletivo onde a sociedade pode implementar seus anseios e serem representados. Tivemos diversas ações e tenho certeza de que muitos resultados virão disso”.

Elton Paulo Gialdi, presidente do Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC-BG)

 

 


 

“O Bento Convention Bureau inicia o ano de 2019 de forma positiva, com projeções focadas no aumento da captação de eventos para a cidade. Além disso, teremos a retomada de projetos como um vídeo institucional para promover Bento nacional e internacionalmente. Ainda temos o projeto do ‘Turismo de Incentivo’, que são vertentes de aumento de demanda turística e de negócios para a região. A associação pretende focar em ações como participação de feiras do setor corporativo e de eventos, visitas técnicas de inspeção nos espaços de eventos na cidade e ainda na realização de um Famtour com empresas organizadoras de eventos. O objetivo é o o crescimento no percentual de novas oportunidades para eventos e negócios no município”

Sabrina Cardoso, presidente do Bento Convention Bureau 

 


 


 

“A indústria brasileira em geral passou pelo ano de 2018 ainda com dificuldades, e não foi diferente com a do plástico. Havia a expectativa de um crescimento econômico maior e que se mantivesse estável, o que acabou não acontecendo. Importantes reformas, como a da Previdência, também foram aguardadas e não foram aprovadas. Além disso, a greve dos caminhoneiros impactou ainda mais no otimismo do setor e trouxe também um aumento considerável nos custos. Para 2019, esperamos que a economia volte a crescer em ritmo mais acelerado, pois no momento as empresas estão com um grau alto de ociosidade. Nota-se que existe uma demanda reprimida e que aos poucos começa a dar evidências de retomada. A inflação baixa e controlada, aliada à expectativa de queda na taxa de juros, cria um ambiente favorável à recuperação da economia, o que já se pode notar pelo menor endividamento das famílias.”

Ivânio Angelo Arioli, Presidente do Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Vale dos Vinhedos (Simplavi)

 

 


 

“O trabalho coletivo da AEARV foi, mais uma vez, o alicerce que manteve a estrutura da entidade neste ano que foi, também, de comemorar suas quatro décadas de atuação. A ampliação das parcerias ajudou a associação a sobrepor à recessão econômica e, assim, manter sua longa lista de serviços oferecidos aos associados. A diretoria empenhou-se em encontrar formas alternativas de viabilizar eventos, através de parcerias, patrocínios e convênios. Mantivemos a realização e comemoramos o sucesso do IV Congresso Estadual. Além disso, encontros técnicos, esclarecimentos sobre tributação, palestras envolvendo patrimônio cultural e ampliação dos benefícios do Cartão AEARV compõem as diversas frentes de atuação da casa. Muitas outras atividades foram desempenhadas ao longo do ano, com reflexos para toda sociedade bento-gonçalvense.”

Diego Panazzolo, presidente da Associação dos Engenheiros e Arquitetos da Região dos Vinhedos – Gestão 2018

 

 


 

“O Consepro avançou em importantes conquistas em favor de uma cidade mais segura. Com pioneirismo no Rio Grande do Sul, Bento Gonçalves passou a contar com a Central de Atendimento e Despacho (Sinesp Cad), disponibilizada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), por meio do Sistema Nacional de Informações de Segurança. O software iniciou o funcionamento em maio, quando foi instalado em computadores no Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) do 3º Batalhão de Policiamento de Áreas Turísticas de Bento Gonçalves. Esse grande avanço foi fruto de muito trabalho na construção de alianças em favor da comunidade – uma soma de esforços entre entidades, iniciativa privada e Poder Público que, felizmente, vem trazendo excelentes retornos. Continuando esse compromisso,  em 2018 iniciamos um projeto de sensibilização da comunidade para a aquisição de 40 câmeras de monitoramento para Bento Gonçalves, desafio que, esperamos, se concretize em 2019”.

Laércio Pompermayer, presidente do Consepro em 2018

 


 


 

“Todo início de novo ciclo é carregado de esperança e novas oportunidades. Nesse sentido, a ABE, junto de seus enólogos associados, parceiros e apoiadores, tem a expectativa por uma nova safra de uva de qualidade para continuarmos trilhando o caminho sólido que o setor vem construindo ao longo dos últimos anos. Um ano de muitas atividades internas focadas no fortalecimento da cadeia produtiva, valorização e atualização técnica, parcerias alinhadas e, principalmente, a união de forças com as demais entidades do setor vitivinícola no trabalho de busca pelo espaço que é devido aos vinhos e espumantes nacionais. Este é o nosso foco para 2019. Temos certeza que estamos no caminho certo. O reconhecimento internacional nos mostra isso. Com esse trabalho coletivo ampliaremos nossa vitrine mundial e, assim, conquistaremos os brasileiros que ainda precisam superar o preconceito do que é produzido aqui”.

Daniel Salvador, presidente da Associação Brasileira de Enologia (ABE)

 


 



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários deixados pelos leitores e adverte que o conteúdo pode ser reproduzido em reportagens. O teor das mensagens está sujeito a moderação.



Curta o SERRANOSSA