Geral
01/11/2019 12:47:51, escrita por Greice Scotton Locatelli

Prédio da antiga subprefeitura de Tuiuty se tornará Centro Cultural

Uma construção centenária, desativada na segunda metade dos anos 2000, se transformará em um Centro Cultural. Segundo a prefeitura, esse é o destino do prédio que abrigava a subprefeitura do distrito de Tuiuty. A obra integra o programa “Desenvolve Bento”, que inclui 100 projetos que devem ser iniciados ou concluídos ainda em 2019. A ideia é que o espaço passe a sediar oficinas nas áreas de cultura e agricultura, e onde turistas e visitantes possam ser acolhidos. “Como forma de valorizar a cultura italiana, também estudamos a possibilidade de que o prédio abrigue um memorial que possa contar a história do distrito e das famílias que lá viveram ou ainda vivem”, adianta o secretário de Cultura, Evandro Vinicius Manes Soares.

Nesta semana, o assunto voltou a ser alvo de críticas nas redes sociais depois que parte do telhado cedeu em função dos fortes ventos registrados na região – a principal queixa é quanto ao abandono da edificação. Na manhã da última terça-feira, dia 8, o local passou por uma vistoria e foi isolado. “Estamos estudando a retirada do que restou do telhado para não comprometer as paredes”, informou a diretora-adjunta do Ipurb, Melissa Bertoletti.

 


Parte do telhado cedeu em função dos fortes ventos registrados na região no início da semana. (Foto: Lucas Pasterchak/Reprodução Facebook

 

Nesta sexta-feira, 11, a equipe da Secretaria de Obras efetuou a retirada das telhas e madeiras no telhado do prédio (Foto: Franciele Gonçalves/prefeitura)

 

A estrutura tem 454m² e passará por uma reforma que inclui troca de esquadrias, cobertura e piso. “As características arquitetônicas serão mantidas, sem descaracterizar sua tipologia”, garante Melissa. Segundo ela, o projeto e o orçamento já foram concluídos e o custo total será de pouco mais de R$ 676 mil.

 


 

A arrecadação dos recursos está a cargo da secretaria de Cultura, que já atua junto a empresas locais para buscar incentivo, através do Sistema Pró Cultura. “A inscrição deve ser feita até a próxima semana e a aprovação através da Lei de Incentivo à Cultura deve levar pelo menos 90 dias. Nesse período, enquanto o projeto tramita, retomaremos as conversas juntos às empresas que já se demonstraram interessadas em financiar a obra”, comenta Soares. Segundo ele, tão logo a captação dos recursos for feito a obra deve ser iniciada.
 



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários deixados pelos leitores e adverte que o conteúdo pode ser reproduzido em reportagens. O teor das mensagens está sujeito a moderação.



Curta o SERRANOSSA