Geral
04/12/2019 15:35:07, escrita por SERRANOSSA

Entregar a Declaração de Imposto de Renda antes ou deixar para a última hora?

Sempre se fala sobre a mania que o brasileiro possui de deixar para entregar a declaração de Imposto de Renda Pessoa Física para a última hora. Contudo, será que sempre é benéfico se antecipar?

“Os contribuintes confundem elaborar a declaração com a entrega do documento. É importante que se saiba que pode estar com o documento totalmente preparado e mesmo assim planejar a melhor data de entrega, que dependerá de variáveis como: situação financeira do contribuinte, se vai ter restituição ou se terá que pagar impostos ao governo, dentre outras questões”, explica o diretor tributário da Confirp Consultoria, Richard Domingos.

Contudo, Richard Domingos reforça um alerta: “pode ser interessante planejar o prazo de entrega e não a elaboração do documento. O ideal é já ter a declaração preparada o quanto antes, caso o contrário poderá enfrentar diversos problemas, como falta de documentos ou falta de tempo de análise de opções.”

Outro ponto que deve ser levado em consideração é a possibilidade de congestionamento no sistema nas últimas horas de entrega. Por mais que a Receita Federal veja se aprimorando, não se deve confiar totalmente e deixar para o limite do prazo e horário.


Vantagens de entregar antes:

• Contribuintes que possuem Impostos a Restituir e estão necessitando de recursos financeiros receberão logo nos primeiros lotes.
• Você se livra do compromisso e do risco de perda do prazo.
• Possuir mais tempo para ajustes da declaração e para buscar documentos perdidos ou extraviados.
• Possuir mais tempo para conferir a declaração, para entrega dos documentos sem omissões ou erros.


Vantagem em entregar nos últimos dias:

• Contribuintes que possuem Imposto a Restituir e não estão necessitando de recursos financeiros, poderão restituir nos últimos lotes gerando uma correção monetária muito maior que a maioria das aplicações financeiras pagariam (Juros Selic), e sem incidência de imposto de renda sobre o rendimento obtido.
• Quem tem que pagar novos valores de impostos terá como melhor planejar o caixa para esse pagamento, pois postergará o prazo.


Quem precisa declarar*

• Pessoas que receberam rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma anual foi superior a R$ 28.559,70.
• Pessoas que receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000.
• Pessoas que tiveram a posse ou a propriedade, em 31 de dezembro de 2018, de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300.000.

*Mais informações no site https://receita.economia.gov.br.

Confira o contato de escritórios de contabilidade de Bento Gonçalves que podem ajudar você na hora de declarar o Imposto de Renda e esclarecer dúvidas.


  


 


 



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários deixados pelos leitores e adverte que o conteúdo pode ser reproduzido em reportagens. O teor das mensagens está sujeito a moderação.



Curta o SERRANOSSA